Cultura

Eu Li: Palácio de Inverno

16 maio 2016

Quem me acompanha no snap está careca de saber que fiquei doida lendo “Palácio de Inverno”. Postei por lá algumas vezes isso e contei que a minha maior motivação para ler foi o meu próximo destino de férias (fácil descobrir né?). Quando comecei a pesquisar sobre a viagem, 10 em cada 10 blogs indicavam essa leitura. Não resisti e comprei o livro e já comecei a ler no mesmo dia…

Eu já estava animada pra ler por conta da viagem e fiquei ainda mais quando me dei conta de que Jonh Boyne é o mesmo autor do “Menino do Pijama Listrado”, que eu amei. Pronto, não precisava de nenhuma motivação extra. Acabei de ler o livro agora em San Andres e gostei muito.

Sinopse: Na primeira vez em que alterou o curso da história, em 1915, o então jovem camponês russo Geórgui Jachmenev conseguiu impedir um atentado à vida do grão-duque Nicolau Nicolaievitch, irmão do czar. Esse involuntário ato de bravura acaba por assegurar a Geórgui um lugar de honra na corte de Nicolau II, que nomeia guarda-costas pessoal de seu filho, o também adolescente Alexei Romanov.  Em 1981, agora cidadão britânico e funcionário aposentado da biblioteca do Museu Britânico, o octogenário Jachmenev, enquanto vela pela saúde da esposa Zoia, que vive os últimos estágios de um câncer devastador, deixa a memória flutuar, recordando aleatoriamente os fatos de sua vida, grande parte deles ligados diretamente a eventos históricos que transformaram o século XX. Rasputin, Winston Churchill, um amigo de Charles Chaplin, o último czar russo e outros personagens históricos de vulto misturaram-se às pessoas comuns do imaginário de Jachmenev, à medida em que sua memória vai aproximando os dois momentos mais importantes de sua trajetória, aquele em que conquistou o amor de sua vida e aquele em que está prestes a perdê-lo de forma definitiva.

Assumo que a sinopse não estimula muito a leitura, mas garanto que vocês vão gostar. É uma história fácil de ler, gostosa, que como de costume do autor, vai e volta, passado e presente se misturam… Se você gosta de história, melhor ainda. Entendam… não é um livro histórico, mas certamente toda a historia real se mistura com a ficção. Adoro isso. Outra coisa bacana que chamou a minha atenção é a forma como o autor foca a história nas tramas da vida do personagem principal.

Enfim, o livro é ótimo e certamente vale a leitura. Se vocês se interessarem, achei para vender aqui (o mais barato!), aqui e aqui.

Foto: Resenhando de Pijama

Deixe seu Comentário
Voltar para a Home