Maldivas, Variados

Maldivas: guia super completo

20 maio 2019

bangalô overwater maldiva

Esse é um guia super completo para você acessar dicas e informações úteis para montar sua viagem dos sonhos para Maldivas. Um post repleto de informações práticas de como chegar, onde ficar, como escolher o melhor hotel para você, melhor época para ir, transporte, um pouco da cultura, dos costumes e da religião.

………….

AS MALDIVAS

A República das Maldivas é um pequeno país localizado no Oceano Índico ao sudoeste do Sri Lanka e da Índia, ao sul do continente asiático. Ele é constituído por 1.196 ilhas, das quais apenas 203 são habitadas. Elas estão agrupadas em 26 atóis, cada um possuindo o nome de uma ou duas letras da escrita thaana. 

mapa maldivas

Algumas curiosidades sobre as Maldivas:

  • É o país menos populoso da Ásia
  • O menos populoso entre os países muçulmanos
  • O menor país da Ásia
  • As Maldivas são o país do mundo com menor altitude em relação ao nível do mar. Malé está a 90cm do mar. O que faz com que o problema do aquecimento global afete diretamente essa população. O país, provavelmente deixará de existir em 100 anos.
  • Você não encontra cachorros nas Maldivas, eles são terminantemente proibidos por lá
  • Até mesmo as menores ilhas, como Fulidhoo, que possui menos de 500 habitantes, tem eleição e um presidente. Eles se reportam ao presidente em Malé e funcionam como o governador de um estado.
  • Toda o lixo do país vai para a Thilafushi, conhecida como ilha do lixo. Ela recebe muito lixo, de tudo que é tipo, e aumenta cerca de 1 metro quadrado por dia, tamanha a quantidade de lixo que recebe.

COMO CHEGAR

Chegar nas Maldivas é fácil, mas chegar ao seu hotel é outra história. Para chegar nas Maldivas você tem que voar até Male, a capital do país. São diversos vôos do mundo inteiro partindo para lá. Saindo do Brasil (especificamente do Rio e de São Paulo) os mais comuns são os vôos da Emirates (com escala em Dubai), os da Etihad (com escala em Abu Dhabi) e os da Qtar (com escala em Doha). Se você estiver em outro lugar, como na Europa, por exemplo, tem vôos diretos da British saindo de Londres, da Air France partindo de Paris, da Alitalia saindo de Roma e da Lufthansa saindo de Frankfurt também.

Pousando na capital, o próximo passo vai depender muito da localização do seu hotel. Do aeroporto de Male você pode pegar um speedboat, um hidroavião (daqueles incríveis que pousam na água) ou ainda um avião comercial até algum pequeno aeroporto mais próximo da ilha em que fica o seu hotel, para então pegar um barco até ele. Ufa!

maldivian air como chegar maldivas

Esse transfer entre o aeroporto e o hotel normalmente é organizado pelo próprio hotel. Assim que você escolher a sua hospedagem, mande um e-mail para eles e organizarem seu transporte.

DICA: Se precisar pegar um hidroavião ou um vôo comercial tente se organizar para fazer isso durante o dia. A vista dos aviões voando por cima das ilhas é incrível.

VISTOS E VACINAS

Brasileiros precisam de visto para entrar nas Maldivas, mas o documento pode ser tirado com facilidade no aeroporto mesmo. Você só precisa estar com seu passaporte em mãos, preencher um formulário que será entregue no avião e apresentar o seu certificado internacional de vacinação contra febre amarela.

Aliás, é fundamental estar com o certificado de vacinação em mãos e em dia. Ele foi fortemente cobrado por lá. Se você quiser saber mais sobre como emitir seu Certificado e quais os países que exigem a apresentação dele, clique aqui.

documentação necessária maldivas imigração maldivas

QUANDO IR / MELHOR ÉPOCA

As Maldivas praticamente funcionam com duas épocas do ano: a seca e a úmida. A primeira, acontece de dezembro a abril, que é a altíssima temporada por lá, por ser considerada a melhor época para visitar o país. A segunda é entre maio e novembro. A época de chuvas.

Ir no período úmido não significa que você vai passar todos os seus dias pegando chuva por lá, mas é a época do ano em que chove mais. Eu fui na primeira quinzena de abril e peguei 40 minutos de chuva em uma manhã e nada além disso. Conheço gente que foi em agosto e não pegou nem uma gotinha de chuva, assim como conheço gente que foi no reveillon, em pegou chuva – passageira – absolutamente todos os dias.

Uma coisa que é importante lembrar, é que dificilmente as chuvas lá serão duradouras. Como são ilhas no meio do mar, o vento empurra as nuvens e, por isso, as chuvas costumam ser passageiras.

melhor época maldivas

Olha a cor da água bem em frente ao meu bangalô. De cair o queixo!

Se o seu objetivo é surfar, os melhores meses para a prática do esporte são são julho e agosto, mas a temporada vai de abril a setembro. Fora dessa época os ventos sopram na direção “errada” e vão atrapalhar seus planos.

QUANTO TEMPO FICAR?

Depende muito de quanto é o seu budget da viagem, afinal, quanto mais tempo lá mais gastos você vai ter. Mas na minha opinião, você deve ficar no mínimo 6 dias. Foi o tempo que eu passei e eu teria até passado mais tempo se pudesse.

Se você optar por mais tempo, divida sua estada em dois hotéis. Assim, além de conhecer hotéis e ilhas diferentes, você vê uma vida marinha diferenciada, vê um mar diferente, uma estrutura hoteleira nova e claro, curte atividades diferentes.

DINHEIRO/TAXAS

A moeda local é a rúpia maldiva (RVP) mas você provavelmente não vai ver nem ao menos uma nota dela. Os preços todos estão em dólares e tanto nos hotéis quanto na capital Male, você consegue usar o cartão de crédito. Pra vocês terem uma ideia eu nem sei como é a moeda de lá. Durante todo o período que ficamos por lá não precisamos fazer cambio nenhuma vez.

Uma coisa que faz os preços das Maldivas subirem de forma considerável são os impostos e taxas. Lá é cobrada uma taxa de 12% de impostos + 10% de serviço, ou seja, em praticamente tudo que você consome (incluindo os hotéis) você paga mais 22%. Além disso, por serem ilhas muito pequenas praticamente nada é produzido por lá, o que faz com que tudo seja importado, aumento ainda mais o preço das coisas. Mas calma, não precisa entrar em pânico, mais pra baixo vou te dar umas dicas de como economizar nessa viagem! =)

dinheiro maldivas

A moeda das Maldivas. Foto: Internet

LÍNGUA

A língua oficial, falada pelos locais, é divehi, mas absolutamente todas as pessoas (que trabalham e vivem de turismo) falam inglês por lá. Na capital, a grande maioria das pessoas também falam inglês, então, vá confiante que vai dar tudo certo. De qualquer forma, se você não quiser chegar desprevenido, anota ai algumas palavras básicas em divehi.

  • Oi – a-salam alekum / Kihine
  • Obrigada – Shukuria
  • Até logo – Fahung badaluvang
  • Sim – Aa
  • Não – Noo
  • Quanto custa? – Mi Kihavaraka?

SEGURO VIAGEM

Diferente da Europa, para entrar nas Maldivas você não tem obrigatoriedade de apresentar nenhum seguro saúde na imigração. Mas como eu costumo dizer, acho fundamental viajar com seguro saúde internacional em qualquer circunstância. Nesse caso em especial, eu não iria de forma alguma sem seguro. As Maldivas são um destino isolado e distante. Qualquer pequeno tratamento lá deve custar uma pequena fortuna, um acidente mais grave certamente vai precisar de transporte como lancha, avião ou helicóptero o que encarece ainda mais o seu resgate, por isso, acho fundamental ter um seguro.

Eu sempre uso o comparador de preços e coberturas da Real. Nunca tive problema com eles. e gosto muito Escolho o melhor seguro que me atenda naquela viagem, comparando o valor dele e o que ele oferece.

Alguns pontos de alerta aqui são: se você pretende surfar ou fazer mergulho de cilindro é fundamental que você contrate um seguro viagem que abarque “esportes radicais”. Veja isso nas comparações antes de contratar o seu.

Outro alerta é: não existem tem vôos direto das Maldivas para o Brasil, portanto, a chance de dar algum problema com a sua mala aumenta. A grande maioria dos seguros internacionais cobrem esse tipo de transtorno também, então vale a pena ficar de olho.

INTERNET

Eu assumo que estava um pouco tensa com a falta de internet nas Maldivas. Não pela internet em si, mas porque eu não queria ficar offline pois estava sem a Vic. Mas assim que pisei no hotel percebi que isso não seria um problema. O wifi do meu hotel era excelente. E pelo que eu li o dos outros hotéis é ótimo também. Portanto, não precisa se preocupar com isso.

Em paralelo, eu estava usando o chip da EasySim4U que eu tinha levado e foi ótimo também pois nos pontos em que não tinha internet como no banco de areia, no aeroporto, no trajeto até o hotel eu não fiquei desconectada também. A internet do chip funcionou super bem e foi muito reconfortante pra mim estar conectada todo o tempo.

COMO ESCOLHER UM HOTEL NAS MALDIVAS

Hospedagem é um assunto seríssimo quando se trata das Maldivas, afinal, em 98% dos casos, o seu hotel vai ser a sua base durante todo o seu período no país. Portanto, escolher bem a sua localização é fundamental aqui. Diferente daqueles casos em que a gente fala: “Pode ser qualquer hotel porque é só pra dormir”. Aqui, vai muito além do dormir.

six senses laamu maldivas

Uma das praias do Six Senses Laamu

O seu hotel será o responsável pela sua alimentação, pelo seu lazer e entretenimento, pelo seu conforto, pelos seus gastos e, principalmente, por realizar o seu sonho de ver as Maldivas como você imagina. Em quase 100% dos casos, o seu hotel é responsável por absolutamente tudo que você vai viver no país.

Acho que o importante aqui é saber que: nas Maldivas você tem hotéis para todos os gostos e bolsos. Pra quem quer/pode ficar em bangalô em cima da água, para quem quer luxo por todos os lados, para quem quer all inclusive, pra quem gosta de surfar, pros que vão com bebês/crianças, pros que querem um clima de romance… Não se preocupe, você vai achar o hotel perfeito para você dentro do seu budget. Por que uma das coisas mais bacanas das Maldivas é exatamente isso, tem muita oferta de hotel. MUITA!

ONDE FICAR

Diferente da maioria dos posts onde em falo especificamente de hotéis que eu me hospedei e outros que eu sei que são bons aqui, vou levantar alguns pontos para você avaliar na hora de escolher o seu hotel e depois, vou fazer uma pequena seleção de hotéis separados por categoria de preço. Assim, você pode pesquisar um pouco de cada um deles e ver se algum atende ao que você quer.

  • Budget: Definir um budget é o primeiro passo para escolher o seu hotel. Como falei acima, ele vai ser responsável por toda a sua experiência na viagem, portanto, calcule tudo isso quando estabelecer seu limite de gastos.
  • Estilo: Você é mais tranquilo? Gosta de luxo? Está indo para surfar? Quer meditar e fazer ioga? Definindo o estilo da sua viagem, será mais fácil você escolher a hospedagem certa pra você.
  • Sonho: Como você imagina as Maldivas? Eu queria um mar azul, paradinho e um bagalô charmoso. Se eu encontrasse um mar com ondas, cheio de corais por todos os lados e quartos de cimento branco seria uma grande decepção.
onde ficar barato maldivas

Six Senses Laamu visto de cima

  • Mar: Avalie o mar do seu hotel. Claro que nas Maldivas todo o mar é incrível, mas analise mais de perto o que você quer. Se você quer fazer mergulho de cilindro pesquise para ver se o atol é bacana pra isso. Se quer surfar veja como funciona o esquema de ondas. Se quer fazer tirar fotos no mar azul, olhe fotos de cima como Google Earth e as fotos dos viajantes no tripadvisor.
  • Alimentação: Se vai ficar muito tempo no mesmo hotel, veja se ele oferece várias opções de restaurantes. Se preferir um all inclusive, veja um hotel que ofereça isso. Lembre-se que se não pegar um hotel all inclusive vai precisar pagar pelas outras refeições, pesquisando na internet você consegue ter uma noção de preços dos restaurantes do seu hotel.
  • Tempo: Muita gente divide a hospedagem nas Maldivas em dois hotéis diferentes e isso pode ser bem legal. Dois estilos, restaurantes diferentes, atóis diferentes, vida marinha diversificada…
  • Atividades: Se for passar muito tempo em um único hotel, veja o tipo de entretenimento que eles oferecem e se o que é ofertado basta para você. Se você quiser fazer alguma coisa muito específica, é sempre bom checar com o hotel diretamente antes de fechar a sua reserva.
  • Bebida Alcóolica: Pois é, nem eu imaginei que isso seria um ponto aqui, mas vale lembrar que qualquer hotel alocado em ilhas habitadas é terminantemente proibido de vender bebidas alcoólicas, ou seja, se você optar por se hospedar em Malé, Maafushi ou Guraidahoo, não ver nem ver a cor de nenhum tipo de bebida alcoólica. (Isso é uma lei por lá, nem tente “dar um jeitinho”).
onde ficar maldivas

O maravilhoso bangalô que ficamos no Six Senses Laamu

Pois bem, com esses itens pensados e discutidos é a hora de começar a analisar as possibilidades. Assumo que essa foi uma missão bastante difícil pra gente. Ficamos super indecisos por que são tantas opções incríveis que é difícil escolher apenas uma. No final, optamos pelo Six Senses Laamu (mesma rede de hotel que ficamos em Omã – Six Senses Zighy Bay) e amamos muito. Ficamos muitíssimos satisfeitos com o hotel. Valeu muito!

Agora vamos a uma pequena seleção de hotéis para vocês analisarem o que melhor te atende dentro desses quesitos que falamos acima. Separei por preço, localização e para os interessados em surfe (de acordo com os melhores points de lá!).

  • Em Male/Maafushi Island/Guraidahoo

Reyva Inn: Hotelzinho simpático, com praia privativa e boa localização em Maafushi.
Velana Beach: Hotel bacaninha com vista para o mar em Maafushi.
Kaani Beach: Pé na areia, bem localizado e muito bonitinho. Também em Maafushi.
Liyela Retreat: Outra opção em Maafushi um pouquinho mais cara, mas muito bacana e charmosa.
Hulhule Island Hotel: Uma opção prática e confortável em Male, pertinho do hotel.
Samann Grand: Hotel luxuoso e lindo na capital do país.
Arena Beach Hotel: Ótima opção de frente para o mar com preço bom em Male.
Holiday Inn Resort Kandooma: Sem dúvida a melhor opção em Guraidahoo. Ótima pedida para os pequenininhos.
Ocean Retreat and Spa: Uma opção boa e barata em Guraidahoo.

onde ficar maldivas

Algumas fotos do lindo Holiday Inn Kandooma. Fotos: Booking.com

onde ficar maldivas

  • $

Sun Island Resort & Spa: Lindo e um dos mais baratos resorts das Maldivas
Fihahohi Island Resort: Um resort 4 estrelas, bem romantiquinho e tranquilo.
Kurumba Maldives: Achei bem bonito esse. Boa opção para quem vai com criança.
Bandos Maldives: Resort mais acessível com jeitão de resort de luxo.
Biyadhoo Island & Resort: Resort mais simples, mas com excelente preço de all inclusive

onde ficar barato maldivas

onde ficar barato maldivas

onde ficar barato maldivas

O charmoso Kuruma Maldives oferece conforto e preço mais acessível aos hóspedes. Fotos: Booking.com

  • $$

Thulhagiri Island Resort and Spa: Um resort 4 estrelas, com preço ótimo.
Cinnamon Dhonveli Maldives: Outra opção de resort 4 estrelas com esquema all inclusive como opção e bangalô overwater.
Adaaran Select: Resort super completo em termos de estrutura. Não tem a opção de overwater bagalô.
Taj Coral Reef Resort Spa: A famosa rede tem bons preços para quem quiser experimentar seu hotel nas Maldivas.
Meeru Island Resort & Spa: Bacaninha e com ótimo valor para o all inclusive.
Komandoo Island: Dos com preço médio é um dos que tem a ilha mais bonita.
Smartline Eriyadu: Simpático e com muito coral. Perfeito para quem ama snorkel.

onde ficar barato maldivas

onde ficar barato maldivas

Meeru Island Resort e sua ilha linda de vários tons de azul. Fotos: Booking.com

  • $$$ 

Six Senses Laamu: O que eu fui e amei. Recomendo MUITO!
Four Seasons Kuda Huraa: Rede maravilhosa no paraíso, não tem como ser ruim.
Four Seasons Landaa Giraavaru: Outro hotel da rede. Esse um pouco mais afastado de Male e tão incrível quanto o outro.
Baros: Maravilhoso. Cogitamos ficar nesse. Lindo e super charmoso.
Niyama: Lindíssimo e chiquérrimo.
Anantara Dhigu e Veli: Outra opção que nos deixou na dúvida. O Dhigu foi reformado e está novinho. O Veli é adults only. Fazem boas promoções com o sistema de alimentação.
One & Only Reethi Rah: O mar mais azul dos hotéis que eu pesquisei. Lindo demais!
Hurawalhi Maldives: É aquele que tem o maior restaurante embaixo d´água do mundo. Além de ser um dos mais baratos dessa lista dos mais caros.

onde ficar maldivas

onde ficar maldivas

onde ficar maldivas

O One & Only é o meu sonho de consumo nas Maldivas. O mar mais azul que encontrei por fotos! Fotos: Booking.com

  • Surfistas

A melhor opção para quem vai para as Maldivas surfar é se hospedar nos atóis do norte pois é aonde ficam os melhores picos para as ondas. Alguns hotéis que eu falei acima fazem parte dos hotéis indicados para os surfistas como o Adaaran Select (Lohis Point – Um dos melhores lugares do país para surfar), o Cinnamon Dhonveli Maldives (Pasta Point – outro ponto excelente para a prática do esporte!), o Niyama e o Holiday Inn Resort Kandooma.

Além desses, outras boas opções para os surfistas são: Ayada Maldives, Adaaran Prestige Ocean Villas (também no Lohis Point), Maalifushi COMO, Canopus Retreat e Batuta Maldives.

Vale lembrar que não é porque um hotel é bom para a pratica do surfe que ele é inadequado para quem não quer nem saber das ondas, ok? Normalmente as ondas ficam um pouquinho afastadas do hotel e os interessados vão nadando ou de barco do hotel para o local adequado. Em paralelo, as pessoas que sonharam com uma Maldivas de água parada estão no mar curtindo seu sonho.

Uma dica para os surfistas é: pesquisem se o seu hotel de fato tem ondas no entorno ou se você precisa de transporte para ir até elas. Acho que todos que eu coloquei aqui tem ondas, mas vale confirmar. Se o hotel que você escolheu vai te levar de barco ate o point, não esqueça de perguntar o valor desse transporte, porque as vezes é bem caro e eles costumam cobrar por dia.

hotel surf maldivas

No Niyama as ondas são perfeitas para os surfistas e o hotel é perfeito para todo mundo. Fotos: Booking.com

hotel surf maldivashotel surf maldivas

COMO ECONOMIZAR

Acho que essa é uma das perguntas que as pessoas mais se fazem quando o assunto são as ilhas Maldivas. Por isso, fiz uma seleção de diversas forma de economizar na sua viagem. Você pode aplicar todas elas, só algumas… tudo depende da viagem que você está montando pra você.

  • Se hospedar em uma ilha habitada: ficar em Male, Maafushi ou Guraidahoo é sem sombra de dúvidas a forma de hospedagem mais barata nas Maldivas. O local é bem menos charmoso, claro, mas não menos bonito. Você encontra praias lindas e charmosas por lá também, e ainda pode fazer passeios para outras ilhas próximas a preços bem mais acessíveis. Mas lembre-se da inconveniência disso, nessas ilhas você só pode usar roupa de banho nos hotéis e não pode beber bebidas alcoólicas em nenhum lugar.
  • Optar pensão completa ou all inclusive: Se for ficar em alguma ilha com apenas o hotel nela, escolher esses pacotes de alimentação são a melhor forma de economizar por lá. Os preços dos restaurantes podem ser bem altos e você pode acabar gastando mais do que imaginava.
jantar six senses laamu

Pôr do Sol lindo no jantar do Six Senses Laamu

  • Divida a sua estada: Seu sonho é ficar no bangalô overwater mas você está achando caro demais? Fique uma parte da viagem no bangalô e a outra num quarto na praia. Você vai fazer uma bela economia fazendo essa mudança.
  • Kids Menu: Não pegou um all inclusive? Calma! Muitas vezes o hotel aceitar servir kids menu para adultos e apesar das quantidades serem menores (muitas vezes são bem satisfatórias), os preços são beeem mais baixos também.
  • Aproveite os momentos grátis: Quase todos os hotéis tem momentos gratuitos de lazer. Coquetéis no pôr do sol, aulas de ioga, tour de snorkel… aproveite todas as atividades grátis que seu hotel oferece.
  • Evite a alta temporada: Tente fugir da alta temporada para conseguir uma bela economia nas hospedagens. Os preços chegam a reduzir em 50% o valor fora desse período. Minha sugestão: vá logo antes de começar a alta temporada ou assim que ela acabar, assim você fica mais perto da época de tempo seco de lá.
  •  Lua de Mel? Avise!: Está indo conhecer as Maldivas em Lua de Mel, aniversário ou alguma ocasião especial? Avise aos hotéis. Eles costumam dar algumas cortesias para os hospedes que estão celebrando ocasiões especiais por lá.
bebidas six senses laamu

Curtindo o fim de tarde no bar/restaurante do hotel

  • Distância de Male ao Hotel: A distância entre o seu hotel e Male pode fazer uma grande diferença no seu orçamento. Ter que pegar um hidroavião pode custar caro. Contabilize isso na hora que estiver definindo sua viagem.
  • Organize sua viagem por conta própria: Em geral isso reduz bastante o preço final da sua viagem. Os links disponibilizados aqui são seguros e vão te ajudar a fazer tudo sozinho.
  • Atenção as promoções de passagens: Por ser um destino isolado, as passagens para Male costumam ser caras. Mas fique de olho nas promoções de passagens. Elas tem acontecido com cada vez mais frequência e são um peso grande no orçamento final da viagem. Eu fui ate Dubai de milhas e só paguei o trecho entre Dubai e Male. Valeu super a pena. Foi uma economia de quase 80%.

QUANTO EU VOU GASTAR?

Claro que isso depende muito do tipo de viagem que você vai fazer, vou botar alguns valores médios aqui em dois tipos de viagem, uma mais econômica e uma mais luxuosa para vocês terem uma noção dos preços. Lembrando que esses valores são aproximados e que você pode gastar mais ou menos dependendo das suas escolhas.

  • Econômica

Passagem: R$3500 (promoção)
Hotel: US$150/dia
Passeios: U$50/dia
Comida: U$20/refeição
Água: U$2

  • Luxuosa

Passagem: R$5000
Hotel: US$600/dia
Passeios: US$100/dia
Comida: U$50/refeição
Água: U$4

OBS.: Tirando o hotel que você paga a diária para um casal, os outros valores são por pessoa.

banco de areia maldivas six senses laamu

Vista de cima banco de areia do Six Senses Laamu

O QUE VESTIR

Você está indo fazer uma viagem de praia, então, não se preocupe muito com o que você vai usar, você está de férias e pode relaxar. Alguns hotéis tem uma “no shoes policy”, que é uma política aonde os hospedes (e os funcionários) não usam sapatos no hotel. Exatamente para você relaxar e curtir tranquilamente. E todo mundo leva bem a sério. Não usam sapatos para ir aos restaurantes, spa, nada mesmo. Eu usava chinelo de dia e uma rasteirinha a noite, porque não queria sujar muito o pé depois de tomar banho #soudessas

Ou seja, leve muitas roupas de praia, chapéus e saídas e nada de salto alto. você só vai gastar espaço na mala com eles e não vai usar nenhuma vez.

Se você for ficar em uma ilha habitada tem que ficar mais atento ao modo de se vestir por conta da cultura local. Então evite roupas muito curtas e decotadas para passear pela ilha. De resto, vida normal.

Não se esqueça de levar uma roupinha de ginástica caso planeje fazer aulas de ioga ou até mesmo curtir a academia. As aulas eram uma das atividades gratuitas do hotel e aproveitamos para conhecer um pouco mais da prática e gostamos muito.

o que vestir maldivas

COMPRAS

Não, as Maldivas não são um destinos de compras. Mas se você, como eu, é colecionador de alguma coisa relacionada as viagens que você faz, eu já te adianto que no Dutyfree de saída do aeroporto de Male você encontra boas lojinhas para comprar souvenirs, imãs, óleo de côco (um dos melhores do mundo!), lembrancinhas e etc.

E claro, o aeroporto por mais caro que seja, ainda vai ser infinitamente mais barato do que a lojinha do seu hotel. Por isso, deixe para fazer suas comprinhas na hora de ir embora e economize alguns bons dólares nisso.

hotel barato maldivas

MALDIVAS COM CRIANÇA

Eu sei que isso pode soar loucura para algumas pessoas, mas acreditem, as Maldivas são um destinos SUPER kids friendly. Desde o aeroporto de Male, com um kids corner para as crianças esperarem o horário do vôo brincando até os hotéis que oferecem uma super infraestrutura para receber os pequenos visitantes.

Se eu acho que vale a pena? Sim! Se eu acho caro? Sim! Então, cabe a você decidir se vale levar seu filho pequeno para lá ou não. Avalie se o seu hotel tem uma boa estrutura para recebe-lo, se tem kids club, se os restaurantes oferecem um menu diferenciado para os pequenos, se as atividades gratuitas abarcam as crianças…

No meu hotel por exemplo, o kids club tinha muitas atividades com as crianças das 9h às 18h, parando apenas na hora do almoço. Caça ao tesouro, ioga, snorkel guiado (com a presença de um responsável), teatrinho, brincadeira de pirata… tudo ao ar livre, muito lúdico e envolvente. As crianças estavam amando.

golfinhos maldivas

Sunset cruise com vista para os golfinhos

Vimos bebês de meses, crianças pequenas, maiores e famílias com vários filhos. Aliás, pra quem não sabe, as Maldivas são um dos mais procurados destinos de férias dos europeus, por isso mesmo, muitos deles vão com a família toda para lá curtir o calorzinho enquanto a Europa congela.

 

COMBINE MALDIVAS COM:

  • Abu Dhabi: 4h30 de vôo (saiba mais aqui)
  • Dubai: 4h30 de vôo (saiba mais aqui)
  • Omã: 4h de vôo
  • Sri Lanka: 1h30 de vôo
  • Índia: 4h de vôo
  • Turquia: 8h de vôo (saiba mais aqui)

 

Agora, com esse guia super completo vocês estão prontos pra fazer a viagem dos sonhos (e do bolso) de vocês. Tenho certeza que essas dicas e informações vão ajudar muito vocês a organizarem essa tão sonhada viagem para as Maldivas. Espero que vocês tenham se inspirado e que curtam muito esse paraíso como eu curti.

Se vocês quiserem saber mais sobre essa viagem super bacana que eu fiz, cliquem nos posts abaixo:

  • Guia Completo de Abu Dhabi
  • Six Senses Ziggy Bay – Omã (em breve)
  • Six Senses Laamu – Maldivas (em breve)
  • Maldivas x Bora Bora – Quem leva a melhor? (em breve)

 

Se esse post te ajudou de alguma forma eu fico muito feliz em saber! =) Se você quiser retribuir a ajuda, basta reservar seus hotéis por esse link, comprar seu seguro saúde internacional por esse link, alugar seu carro por esse link e comprar seu chip internacional nesse link. Todas essas empresas são parceiras do blog e são empresas que eu uso nas minhas viagens. São empresas de absoluta confiança. Fazendo isso você gera uma pequena comissão para nós e não gasta nada a mais com isso. Essa é uma forma de remunerar o meu trabalho para que eu possa continuar conseguindo fazer posts completos, dicas e informação para vocês sempre. MUITO OBRIGADA! 

Abu Dhabi, Abu Dhabi, Ásia, Destinos, Emirados Árabes, Variados

Abu Dhabi | Emirados Árabes

29 abr 2019

vista mesquita hotel abu dhabiNesse post você vai achar dicas e informações super completas para montar seu roteiro para Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. Um super guia com informações do que fazer, as principais atrações, onde se hospedar, transporte (como se locomover, o que vale mais a pena), um pouco da cultura, dos costumes e da religião.

Leia Mais
Destinos, Dicas, planejamento e outros, Viagens

Comprar chip de internet no destino ou sair com ele do Brasil?

28 mar 2019

Taí um assunto que pouco vejo ser discutido na internet. Essa é uma pergunta que até pouco tempo atrás eu sempre me fazia. O que vale mais a pena? Comprar o chip de internet no meu destino, na moeda do local ou sair com ele de casa? Digo que sempre me perguntava isso porque um dia resolvi entender mais sobre o assunto e pesquisar. Agora, acho que já estou mais entendida e já posso dar a minha opinião pra vocês por aqui.

Leia Mais
Destinos, Variados

Destinos para a Páscoa com as crianças

11 mar 2019

O Carnaval mal acabou e já estou aqui fazendo post sobre alguns destinos para a Páscoa. Acho que quanto antes organizarmos as viagens, mais podemos economizar e claro, com isso, fazer outras viagens. Como essa época é alta temporada em qualquer lugar, nada como fecharmos tudo com o máximo de antecedência possível. Selecionei alguns destinos dentro e fora do Brasil para viajar com as crianças, e claro, expliquei o porque das minhas escolhas. Além de dar algumas dicas e sugestão de hospedagem.

  • Brotas | São Paulo: É um destino de ecoturismo e aventura. Uma ótima opção para quem tem crianças um pouco maiores. Além de muito contato com a natureza, as crianças terão diversas atividades como tirolesas, rafting e arvorismo.
    Como chegar: Brotas fica a 240km de São Paulo. A melhor opção é alugar um carro para ter liberdade por lá para explorar.
    Onde se hospedar: Recanto da Alvorada EcoResort, Hotel Fazenda Jacaúna, Brotas EcoResort e Frangipani.

  • Praia de Carneiros | Pernambuco: O nordeste é sempre uma boa pedida para levar as crianças. As águas quentinhas e calminhas são um dos maiores atrativos. Mas em Carneiros, além disso, você encontra piscinas naturais, passeios de barco e hotéis com boa infraestrutura para receber a garotada.
    Como chegar: Alugando um carro a partir do aeroporto de Recife. São mais ou menos 1h30 de estrada ótima.
    Onde se hospedar: Paraíso Carneiros, Serrambi Resort e Portal dos Carneiro Beach Bagalows.
  • Florianópolis | Santa Catarina: Ótima época para visitar a ilha catarinense. Além de não ser super alta temporada, o frio ainda não chegou por lá. Excelente para aproveitar as praias e fazer programas mais diferentes como visitar a Ilha do Campeche. Se tiver tempo e disposição, pode ainda combinar essa viagem com uma passadinha pelo Beto Carreiro World, que fica a apenas 1h30 de distância do centro da ilha.
    Como chegar: Assim como nos destinos acima, alugar um carro é uma ótima pedida para circular a ilha.
    Onde ficar: Costão do Santinho, Ingleses Praia Hotel, Costa Norte Ponta das Canas e Palace Praia Hotel.

  • Buenos Aires | Argentina: A capital argentina pode surpreender como um excelente destino para crianças. Além dos passeios tradicionais da cidade como uma deliciosa visita ao Jardim Japonês, os pequenos viajantes podem curtir um passeio de barco pelo Delta do Rio Tigre e até uma visita ao zoológico de Luján, onde os pequenos tem a oportunidade de alimentar filhotinhos de leões e entrar nas jaulas dos bebês.
    Seguro Viagem: Como é um destino fora do Brasil, sempre recomendo que vocês façam um seguro viagem (principalmente indo com criança).
    Onde ficar: Melia Recoleta, Casa Sur, Loi Suites, Dazzler, Cyan Apartamentos, Hotel Madero e Hilton Buenos Aires.
  • Foz do Iguaçu | Paraná: A cidade das Cataratas do Iguaçu tem muito mais a oferecer do que se imagina. Seja para os bebês ou para as crianças maiores, o que não faltam são atividades. Desde o passeios pelas cataratas em si (tanto do lado brasileiro quanto do argentino), como também o Parque das Aves, o Vale dos Dinossauros e até o Macuco Safari, o passeio de barco que passa embaixo das Cataratas, para os pequenos aventureiros.
    Como chegar: Os vôos pousam na cidade de Foz mesmo. Se você se hospedar do lado argentino a melhor opção é alugar um carro para te dar liberdade de fazer os programas. Para o lado brasileiro, pode fazer tudo de uber, de carro ou contratando uma agência.
    Seguro Viagem: Lembre-se que seu seguro saúde brasileiro não vale nada quando você está na Argentina. Contrate um seguro viagem para garantir a sua segurança e a segurança do seu filho.
    Onde ficar: Mabu Thermas Resort, Bourbon Cataratas, Belmond e Rafain

Agora é só correr atrás das passagens e começar a criar novas memórias em família e experiências bacanas com essas crianças. Afinal, nem só de coelhinho vive a Páscoa não é mesmo? Acho super válido ensinarmos desde já que uma viagem bacana vale muito mais do que alguns ovinhos de chocolate.

Brasil, Destinos, Praia do Forte, Variados

Praia do Forte – Bahia

06 jan 2019

Esse fim de ano tivemos a oportunidade de passar a virada do ano na Praia do Forte, na Bahia. Fizemos uma viagem em família para relaxar, descansar e claro, curtir o que a Bahia tem de melhor: suas praias deliciosas, a comida que só os baianos sabem fazer e claro, a simpatia do povo.

Essa não foi a minha primeira vez na Praia do Forte. Estive lá há mais de 15 anos, e assumo que lembrava pouco da região. Foi uma delicia poder rever tudo, relembrar de algumas coisas, visitar novos lugares e dessa vez com a minha pacotinha.

Nesse post, vou dar algumas dicas sobre a Praia do Forte, um dos mais gostosos destinos do nordeste brasileiro. Como chegar, onde ficar (hotéis e pousadas para todos os gostos e bolsos), restaurantes, passeios…

Leia Mais