China, Destinos, Hong Kong

Hong Kong

11 mar 2013

Desde que eu decidi que faria essa viagem para a Ásia já sabia de uma coisa, Hong Kong estaria no meu roteiro. Na realidade, Hong Kong é uma cidade que nem faz muito parte desse tipo de viagem para o Sudeste Asiático (até porque nem faz parte do Sudeste Asiático de fato), mas eu tinha muita curiosidade e vontade de conhecer HK, então resolvi começar meu passeio por lá. Fiz de uma forma meio corrida, afinal, ir pra Ásia não é dar um pulinho ali na esquina, e o tempo tem que ser realmente muito bem aproveitado por lá. Mas mesmo correndo fiquei bem satisfeita com o que vi e conheci em Hong Kong.

Enquanto para entrar na China é necessário ter visto, para entrar em Hong Kong não precisamos de nada. Só de um passaporte atualizado, com validade mínima de 6 meses e folhas disponíveis para o carimbo. Exatamente a mesma coisa que precisamos para entrar em qualquer outro lugar do mundo.

hk1

  • Transporte

Ainda dentro do aeroporto você pode pegar o trem expresso até um dos principais pontos da cidade (Tsim Cha Tsu/Kolloow/Hong Kong). Veja onde seu hotel fica e vá de trem até esse ponto. Chegando na sua estação você tem algumas opções: pegar um taxi até o hotel, pegar o metrô/ônibus ou pegar um hotel shuttle (que em alguns casos são gratuitos). Eu fiz essa opção por indicação do balcão de informações da própria estação de trem. O meu hotel não fazia parte dos hotéis que ofereciam shuttle, mas o hotel que ficava bem em frente ao meu fazia fazia. Paguei HK$ 100 no trem do aeroporto até Hong Kong Station e o shuttle bus para o hotel foi gratuito.

Para quem vai ficar algum tempo em HK acho vale investir no cartão de transporte que eles vendem por lá. Eu me locomovi todos os dias, e para todos os pontos turísticos, basicamente usando o metrô. Achei fácil de entender, de comprar o ticket e bastante cômodo pra mim. Exatamente o oposto do que eu achei do ônibus. Não consegui me entender com as linhas e nem tampouco consegui achar um motorista que falasse inglês e pudesse me ajudar. O metrô foi a melhor saída pra mim.

  • Onde ficar

Eu escolhi um hotel na região de Wan Chai. Um hotel bem simpático, com estação de metro/ônibus/ferry perto. Ou seja, bem localizado para quem quer se locomover pela cidade. Mas acho que se eu voltasse para HK optaria por algum hotel na região de Tsim Cha Tsui, próximo ao Sheraton. Além de ser aparentemente mais agradável, tem bastante movimento noturno, lojas, hotéis, restaurantes… Acho que essas são as melhores opções de hospedagem. Eu fiquei no Metropark Wanchai Hotel. Pelo custo x benefício valeu a pena.

Sheraton | Fotos: Booking.com

Pelo que eu conheci da cidade, não consideraria outras opções. Acho que esses bairros são bons para os turistas. Temos que pensar no ir e vir e na comodidade que um turista precisa ter na hora de passear e conhecer a cidade. Outras opções de hotéis bons (e bem localizados) são: Intercontinental, The Península, The SalisburyThe Kowloon e The Langham. Esses são mais carinhos, mas se você puder gastar, não pense duas vezes. O The ICON e o Intercontinental ainda ficam no bairro mas um pouquinho mais afastado (e tem bom custo x benefício).

comissão booking hotel grande

  • Onde comer

Esse era um dos meus maiores medos nessa viagem! Achei que ia passar fome dado que eu sou meio fresca pra comer, mas já adianto que  comi muitíssimo bem. E pra quem é como eu, e tem medo de novos sabores, não se preocupe! Hong Kong é totalmente internacional e tem restaurantes para todos os gostos. Vou indicar três restaurantes tipicamente chineses que me foram indicados. Eu só experimentei dois deles e gostei muito!

Hutong: fica no alto de um prédio e tem uma vista incrível para o skyline de HK. É uma ótima opção para comer e assistir o show das luzes. Faça sua reserva pra 19h30 e peça uma mesa na janela. Além da comida boa, você ainda vai se deliciar com a vista maravilhosa. O site é esse aqui.

Dimdim Sum Dim Sum: esse é um restaurante de comida tipicamente de HK. O Dim Sum é um tipo de comida chinesa que é pedida em porções. Você escolhe o sabor que quer de uma coisa e eles trazem uma porçãozinha daquilo. Comemos nesse e adoramos. Ele, inclusive, foi indicado pela Time Out como o melhor restaurante de Dim Sum de HK. E além de delicioso é ridiculamente barato. Vale a visita.

Tim Ho Wan: esse infelizmente eu não consegui conhecer, mas ele me foi indicado por várias pessoas. É o único restaurante de Dim Sum do mundo que tem uma estrela no Guia Michelin. Pelo que eu soube, ele é realmente muito bom. Tão bom que faz fila na porta. E o melhor, barato. Organize-se para esperar se for comer nele. As resenhas dele no Trip Advisor estão aqui.

hk2

  • O que fazer

Hong Kong é uma cidade grande e as opções de turismo não são restritas por lá. Mas alguns pontos são básicos para o turista de primeira viagem em HK. Esse mapa é uma ótima pra ajudar vocês a se localizarem melhor e a localizarem as atrações turísticas entre as três ilhas.

Big Buddha: o famoso Buda sentado. Eu adorei. É uma espécie de Cristo Redentor deles. O Buda é realmente enorme. Para chegar lá é fácil, você deve pegar o metrô até a estação Chung Tung e andar até o teleférico que vai te levar a ele. O passeio de teleférico dura aproximadamente 20 minutos e é bem bonito. Quem preferir pode ir de ônibus, a viagem leva aproximadamente 2h e é um pouco mais barata do que o teleférico. Uma dica super importante!!! Cheguem cedo. O Buda abre as 10h eu cheguei 9h30 e fiquei mais ou menos 1h na fila para comprar e embarcar no teleférico. Quando eu fui embora, a fila estava tão grande que a previsão era de 3h de espera.

Victoria Peak: um dos pontos mais altos da cidade, o Victoria Peak te dá uma vista linda de HK. Lá em cima você encontra um shopping com muitas lojas para todos os gostos e também um observatório (HK$30 por pessoa) para admirar e fotografar a cidade de cima. Para chegar lá vocé tem algumas opções: pode ir de ônibus, taxi ou tremzinho. Essa opção é a mais bacana, porém a que tem mais fila. Fui para o passeio no fim do dia e a fila de espera para subir de trem era de aproximadamente 4h (pasmem!). Cheguem cedo se quiserem evitar essa fila enorme. Eu não esperei as 4h e acabei subindo de taxi mesmo. Deu aproximadamente HK$ 70 a corrida e valeu pelo tempo que economizamos de espera. Dica!!! Tente ir quando o dia estiver mais claro e mais bonito. A vista lá de cima é boa, mas com nuvem você não vai conseguir ver nada.

Show de luzes: esse foi um pouco decepcionante, mas tudo bem, nós somos turistas e temos que passar por isso na vida. Hahahhaha o show de luzes acontece diariamente as 20h no skyline da cidade. Você pode escolher uma das ilhas para assistir. Nós escolhemos o lado da Tsa Tsim. Foi bacana mas nada demais.

Avenue of stars: a calçada da fama deles. Todos os grandes astros de HK deixaram sua marca ali. Claro, que a grande estrela da calçada é o Bruce Lee, que tem sua estátua cercada, e é sem sombra de dúvidas o local que mais aglomera gente para fotografar o astro.

Mercados de rua: HK tem milhares de opções de mercados de rua. Escolha o que for mais prático ou cômodo pra você. E pechinche. Os preços caem por menos da metade. Vale a pena pra comprar lembrancinhas, souvenirs e capinhas para celular (aquilo ali é o mundo das capinhas) a preço de banana.

hk3

  • Compras!

Dizem que HK é o paraíso dos eletrônicos. Pra ser bem honesta, eu não sei. Não fiz muitas compras. Mas o pouco que comprei foram lembrancinhas em lojas de souvenir e no mercado de rua.

Me alertaram para que eu tomasse muito cuidado na hora de comprar eletrônicos em HK por que lá eles tem muitas falsificações e você acaba sendo enrolado sem perceber. Acho que isso pode ser evitado se você comprar seu eletrônico em lojas de shopping e ou lojas conhecidas na cidade por vender eletrônicos. Pergunte no hotel onde você pode encontrar produtos do tipo que você quer por preços mais acessíveis e deixe claro que você não aceita falsificações. Eles vão te dar algum endereço de confiança.

HK é o paraíso das grandes marcas.  Chanel, Prada, Celine… Você encontra todas elas. Basta escolher a sua preferida e pronto. O que não faltam sao opções. Tem lojas de rua, em shopping e ate mesmo dentro de hotéis e prédios comerciais.

Por último o outlet! HK também tem outlet. O Sitgate Outlet fica na mesma saída de quem vai para o Big Buddha. Como eu não fui não posso dar minha opinião com relação aos preços mas acho que eles não devem ser tão mais baratos assim, pelo menos foi isso que eu andei lendo na internet antes de ir para lá. De qualquer forma, pra quem ta querendo fazer umas comprinhas, pelo menos aquelas basiquinhas, tem sempre essa opção.

  • Clima e como se vestir

Hong Kong é uma cidade internacional. Vista-se como você se sentir bem e confortável. Na rua você vai encontrar pessoas mais arrumadas e pessoas menos arrumadas. Não reparei um padrão, então não se preocupe com isso.

Pelo que eu percebi uma névoa fica constantemente encobrindo a cidade. Fui no inverno e não morri de frio. Talvez eu tenha dado sorte. Peguei a temperatura em torno de 17º graus, que achei bem tranqüilo. Uma calça, um casaco leve e uma blusinha foram suficiente todos os dias. No dia mais frio coloquei uma pashimina no pescoço e pronto!

Espero que vocês tenham gostado. Se tiverem dúvidas ou se já visitaram HK e tem dicas para acrescentar fiquem a vontade para escrever nos comentários! Pra quem vai viajar ou quer conhecer melhor a cidade toda ajuda é bem vinda.

 

Deixe seu Comentário
 
31 Comentários em "Hong Kong"
  1. Adriano Souza   em 09/11/16 • 10h47

    Oi Nathalia, tudo bem ? Estou com viagem marcada para HK em Dezembro, estou meio perdido em relação qual moeda levar , você me aconselharia eu levar mais Dólar americano ou dólar Hong Kong.

    • Nathalia   em 09/11/16 • 10h58

      Oi Adriano,

      Na época levei dolar americano. Nem cogitei levar dolar HK.
      Não sei quanto custa comprar dolar HK aqui mas deve ser mais caro do que levar o dolar americano e trocar lá.
      Normalmente faço isso, levo dolar ou euro e troco na cidade que eu vou.
      Sempre funcionou bem.

      Beijos

      • Adriano Souza   em 09/11/16 • 12h59

        Obrigado! Comprei alguns dólares HK , aqui custa 0,54. Obrigado pela dica!
        Beijos

        • Nathalia   em 09/11/16 • 15h48

          Que bom Adriano!
          HK é uma cidade muito bacana. Você vai curtir! =)

  2. Drica   em 21/07/16 • 05h02

    Hello !!
    Gostei das dicas !
    Estou passando uma temporada na China …. E na semana que vem irei para Hon Kong e Macau ….
    Tem alguna dica ? Vou ficar um final de semana somente !!!
    Abraços
    Parabéns pelo site
    Drica

    • Nathalia   em 21/07/16 • 09h43

      Oi Drica,

      Minhas dicas são essas ai mesmo!
      Coloco sempre tudo no blog pra não esquecer de nada…

      Beijinhos

  3. Marcelo   em 22/08/15 • 10h17

    Oi Nathalia!

    Eu e minha namorada estamos prestes a viajar para Hong Kong, mas não sabemos ao certo onde comprar o dólar de Hong Kong. Vi nos comentários que você comprou no aeroporto. No caso, aeroporto de Hong Kong ou aqui do Brasil mesmo?

    Outra dúvida: você acha que vale a pena levar dolar americano ou apenas a moeda de HK mesmo?

    Muito obrigado desde já e parabéns pelo blog. Ajudou bastante.

    • Nathalia   em 24/08/15 • 09h12

      Oi Marcelo,

      Troquei no aeroporto de HK mesmo!
      Eu levei dolares americanos e lá troquei pela moeda de HK.
      Fiz isso pq fui a varias cidades e não só a HK então ia trocando os dolares pela moeda local em cada lugar que eu parava! =)

      Beijos e boa viagem!

      • Marcelo   em 29/08/15 • 12h47

        Legal Nathalia, valeu pela dica!
        Beijo

  4. […] Diário de Viagem: Hong Kong! | Coisas que Amamos – O que fazer. Hong Kong é uma cidade grande e as opções de turismo não são restritas por lá. Mas alguns pontos são básicos para o turista de primeira viagem em HK…. […]

  5. Mariana   em 19/03/15 • 15h19

    Oi Nathalia…
    Não encontrei o hotel que você ficou em HK….Pode me falar? Obrigada

    • Mariana   em 19/03/15 • 15h20

      ACHEI!

      • Nathalia   em 19/03/15 • 16h20

        hahaaahahahah Ok!
        Se precisar de alguma outra coisa avisa! =)

  6. Tamires   em 27/10/14 • 16h39

    Olá Nathália, amei sua matéria, irei para lá em novembro, estou em dúvida em relação a vacina contra febre amarela, vi que não tem necessidade se você faz conexão em paises africanos, como minha conexão será na Europa, fiquei em dúvida, você chegou a tomar essa vacina? Se sim, a validação do Anvisa fora necessária?

    • Nathalia   em 27/10/14 • 16h49

      Oi Tamires,

      Eu já tinha tomado a vacina de febre amarela para uma outra viagem e levei para HK.
      Sim, peguei a certificação internacional da Anvisa. Sem ela a vacina não vale nada.
      Na dúvida, tome. Ela é gratuita, não tem muitos sintomas e vai ser uma mão na roda em outras viagens! =)

      Beijos

  7. Juliana Penteado   em 04/10/14 • 18h13

    Oi! Adorei seus comentários para Hong Kong! Viajarei pra lá no próximo mês (novembro). Gostaria de saber qual a média de dinheiro considera seguro levar por dia? Por exemplo, qndo fui pra Paris me disseram que uma média de 70 euros dia era bom. Segui essa dica e fiz uma viagem tranquila, entrando nos pontos turístico, me alimentando e transportando pela cidade. Poderia me dizer qnto considera seguro levar por dia do dolar de HK? Bjo grande e desde já OBRIGADA!

    • Nathalia   em 06/10/14 • 09h30

      Oi Juliana,

      Não me lembro dos valores exatos, mas HK é uma cidade cara.
      Acho que com U$100 você fica segura de comer bem, passear e se locomover.
      No geral, até acho que você não vai usar todo esse dinheiro, mas… na dúvida, melhor garantir!

      Beijos

  8. Cesar   em 31/05/14 • 22h13

    Olá Fernanda, parabéns pelo Blog, tudo muito organizado!!

    Estou planejando ir em HK em agosto. Você acha que são necessários quantos dias para conhecer o básico em HK? Você saberia falar algum hotel na região de Tsim Cha Tsui, por favor? O hotel que você citou está cheio?

    Muito obrigado.

    • Nathalia   em 02/06/14 • 09h06

      Oi César, sou Nathalia. Prazer!
      Acho que com 4 dias você conhece os principais pontos turísticos com calma.
      O único hotel que conheço foi o que fiquei. Não tenho como indicar outro, infelizmente.

      beijos e boa viagem.

  9. fernando   em 31/03/14 • 14h43

    Nathalia, Obrigado por compartilhar essas informações. Estou voltando pra feira internacional de canton, em guangzhou e dessa vez vou por HK, na volta vou passar um dia e meio ali e não fazia a mínima ideia do que fazer lá!

    • Nathalia   em 31/03/14 • 15h10

      Oi Fernando! Bom saber que ajudou!
      Boa viagem e curta muito HK!

      Beijos

  10. Maíra   em 04/06/13 • 20h05

    Nathalia,
    que legal seu post! depois de tanto procurar no google ainda achei o seu,uhuuu
    Eu viajo pra essa cidade incrível mês que vem e queria pedir sua ajuda em algumas coisinhas de menina.
    1)Você levou secador? Pelo que li lá é 220v mas como você fez para usar a tomada,por causa dos pinos?levou adaptador?
    2)Como levou seu dinheiro?A taxa para por em VTM está muito cara por agora,estou pensando levar tudo em espécie (uns U$1000) e deixar um pouquinho no VTM para emergência. Vou ficar na YMCA,ali pelos lados de Mong kok. Vc sabe me dizer se haverá muitas casas de cambio por ali? Pois nao queria trocar no aeroporto porque falam que é mais caro

    Obrigada!!

    • Nathalia   em 05/06/13 • 15h50

      Oi Maíra!

      Pra começar, amei a sua pergunta do secador! Minha cara perguntar isso para as pessoas! hahahahaha
      Não levei secador não. Estava com limitação de bagagem e não rolou de levar, mas em todos os hoteis que eu fiquei tinha aquele secador de parede que dá pra quebrar um galho.
      Se você quiser levar o seu, recomendo MUITO um adaptador que vende no freeshop. Ele é super pequenininho, baratinho, não ocupa espaço e garante que seus produtos não vão queimar em caso de diferença de voltagem.

      Com relação ao dinheiro, comprei no aeroporto mesmo. Tem várias casas de cambio que praticam o preço praticamente igual. Não vi muita diferença das casa de cambio da cidade para ser bem honesta. Pra mim valeu a pena. Troquei uma quantia no aeroporto e foi o suficiente para o tempo que eu fiquei lá.

      Beijos e boa viagem!

  11. Igor   em 13/03/13 • 16h51

    muito obrigado pelas informações!! Super Simpática você ! =)

  12. Igor   em 13/03/13 • 16h19

    Vc poderia colocar valores… Ficou muito caro essa viagem?
    Muito boa as dicas!!! =)

    • Nathalia   em 13/03/13 • 16h31

      Oi Igor,

      Coloquei os valores que achei que interessariam a quem estivesse pesquisando especificamente sobre HK.
      Fora que o quesito caro e barato é muito relativo pra cada um.
      Uma viagem pra Ásia nunca é uma viagem muito barata, especialmente porque as passagens de ida e volta, consomem grande parte do seu orçamento e são carinhas (na minha opinião). Quem fica em albergues, viaja de ônibus e passa mais perrengues do que eu passei economiza muito mais.
      Então, vai do gosto do viajante encarecer ou baratear a viagem.

      Certo?

  13. Everton Furtado   em 13/03/13 • 14h27

    Oi Natalia, gostaria de uma informação, para se viajar para hong kong, precisa saber um basico de mandarim ou somente com o ingles fluente da pra se virar la e curtir tranquilo?

    • Nathalia   em 13/03/13 • 14h29

      Oi Everton,

      Com inglês você se vira muito bem. Eu não falo nada (nem arranho) de mandarim e não tive nenhuma dificuldade.
      Pode ficar tranquilo!

      Beijos

    • Mei Rong   em 12/03/15 • 17h59

      Everton, na verdade em Hong Kong eles falam mais cantonês (um outro dialeto chinês) do que mandarim. Porém o inglês ainda é muito fluente, e com mandarim você tem uma outra segurança…

  14. Boia Paulista   em 11/03/13 • 12h26

    Oi, Nathalia. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia Paulista

    • Nathalia   em 12/03/13 • 15h41

      Obrigada Natalie!

Voltar para a Home