Destinos

Comprei um drone. E agora?

22 nov 2018

Você é daqueles que é impactado e influenciado por 10 em cada 10 anúncios no seu Instagram? Ou fica babando quando vê algum blogueiro curtindo muito um destino paradisíaco? Ou ainda que compra tudo aquilo que vê os influencers usando? Se sim, as chances de você ter comprado um drone são enormes.

Eu assumo, sou dessas. Todas as propagandas me impactam, tenho vontade de comprar tudo que aparece nos meus patrocinados e surto quando vejo uma imagem aérea de algum lugar de praia paradisíaco. E foi assim que eu comprei um drone. Isso seria o fim da história, se não fosse apenas o começo.

Primeira foto que tirei com o meu drone! =)

Claro que pro meu trabalho, um drone não é assim uma coisa tão “nada a ver”. Mas venhamos e convenhamos, ter um drone pode ser sim uma bola fora se você não souber usar. Por isso, resolvi fazer esse post com algumas dicas e regrinhas do que pode e deve fazer após receber o seu drone.

1. Registro na Anac: você sabia que todos os drones devem ser registrados? Só assim você tem autorização para voar com eles? Eu não sabia, até comprar um e começar a pesquisar. O processo é bem simples e você faz ele super rapidinho pelo site. Tenha o seu drone em mãos e clique aqui pra começar. Depois que estiver com o registro, faça uma cópia e ande sempre com ele.

2. Programe o seu drone: Faça o download do aplicativo no celular, instale tudo que é necessário no drone, carregue as baterias conforme as instruções e assista vídeos que te ensinem a fazer tudo isso. Às vezes pode parecer simples, mas acredite tem algumas pegadinhas que só uma pessoa experiente (ou um bom youtuber) podem te mostrar. Nunca voe sem estar 100% preparado para isso.

3. Confira se está tudo no lugar: verifique se o seu drone está com memory card, se o controle remoto está funcionando e consegue se conectar com o celular, se é necessário algum cabinho ou fio, se você precisa baixar algum app para edição de vídeos e fotos… Antes de começar faça todas as verificações necessárias para que você não tenha problemas durante o vôo.

4. Leia os manuais: o seu drone certamente virá com diversos manuais sobre tudo que ele pode fazer. Leia todos eles com atenção. Sei que pode parecer chato mas essa é uma das coisas mais importantes. Voar com um drone é muito sério e pode machucar se cair em alguém. Por isso, tenha certeza do que você está fazendo e saiba, que você será punido por qualquer ação indevida.

5. Se informe sobre as regras de vôo: Ter um drone requer muita responsabilidade. Hoje em dia existem diversas regras e leis para quem quer voar com drone. Se informe, leia tudo, veja se o seu destino permite que você vir com um drone e tenha muito cuidado. Quem não cumpre as leis pode ser punido com multas e até prisão.

Pronto, se você já fez tudo isso, agora é hora de colocar a mão na massa e praticar! Procure um lugar aberto, amplo e vazio para pilotar o seu drone. Leve ele pra cima e pra baixo, para os lados, mova a câmera, faça fotos e vídeos, acelere e vá mais devagar. Assim você vai conhecendo o seu drone e vai ganhando confiança pra voar com ele por aí.

Se você quiser ter certeza sobre onde é permitido voar e onde não é, leia o site da ANAC e baixe o app “Voa de Boa”. Certamente com isso você vai se sentir um pouco mais seguro para voar com seu drone, mas lembre-se das regras básicas:

No Brasil, não é permitido voar com drone:
– A noite
– Perto de aeroportos
– Sobre um grupo de pessoas que não sabem sobre o vôo
– Perto de Refinarias, plataformas de petróleo, depósitos de combustível, áreas militares e penitenciárias.
– Bêbado ou sob o efeito de drogas
– Em áreas de preservação ambiental e parque nacionais

Fora do Brasil, é importante você saber que principalmente na Europa e nos EUA, não é permitido voar nas grandes cidades. Mas que o ideal é você checar as regras locais. É importante checar antes para não acabar como esse turista que foi preso por voar com drone em área proibida.

Levando o drone para fora do país

Informe-se sobre o país que você está indo. Na Nicarágua, por exemplo, é proibido voar drones acima de 100 pés (30 metros) e é necessária uma permissão de autoridades para entrar com um drone no país, enquanto no Egito, o uso e possessão de drones precisa de aprovação do Ministério da Defesa, ou seja, é praticamente impossível. No Vaticano é terminantemente proibido.

Se o uso do drone for permitido no país, é preciso conhecer as suas regras de uso, tanto para voos recreativos quanto para comerciais ou corporativos. No caso da França, algumas das leis que regulamentam o uso de drones ditam que a altura máxima de voo é de 150 metros e que o equipamento deve ficar longe de espaços públicos em áreas urbanas.

Mas você pensa que voar é a parte mais complicada? As vezes transportar o drone no avião pode ser um problema. Chegue cedo ao aeroporto e passe pela inspeção das baterias com calma. Eles pedirão que você leve seu drone (e as baterias separadas dele) na mala de mão. Só cheque com a companhia aérea quantas baterias são permitidas. Cada cia tem a sua regra com relação a isso.

Espero que esse post tenha ajudado vocês a esclarecer algumas dúvidas e a clarear a cabeça de quem tem um drone mas não sabe por onde começar a organizar a vida com ele.

Deixe seu Comentário
Voltar para a Home