Gravidez e Maternidade, Sono do Bebê

O sono do bebê e a volta às aulas

12 fev 2019

Férias! Geralmente uma alegria quando elas chegam, quando muitas pessoas planejam viagens, passeios e é um momento de espairecer a cabeça e retomar as energias para o próximo ano. Entretanto existem muitas quebras de rotina, em relação aos horários, sonecas curtas (ou inexistentes), comidas diferentes, enfim, tudo para realmente sair da rotina.

O retorno pode ser difícil para muitas famílias em relação ao sono das crianças. Quando chegam em casa não querem o berço, acordam muitas vezes de madrugada, choram na hora de adormecer.

No post de hoje, quero falar com as leitoras do NathaliaTosto.com sobre o que fazer agora que as férias acabaram e é hora de retomar os velhos hábitos.

  • A primeira coisa é retomar os horários do dia: alimentação e soneca. Para fazer isso com mais facilidade, tente acordar seu filho no horário habitual da rotina. Começando o dia no mesmo horário, os cochilos e a alimentação vão se ajustar.
  • Depois do ajuste do horário, é hora de retomar os rituais. O ritual de sono é o mais importante. Faça o ritual de forma repetida, consistente, todos os dias da mesma forma e no mesmo horário.
  • Se as telas foram muito usadas durante as férias, é hora de diminuir. Os eletrônicos no fim do dia podem deixar a criança muito alerta e aumentar a resistência para entrar no sono.
  • Diminua o ritmo e as luzes no fim do dia. Sugiro uma hora pelo menos antes do sono que as brincadeiras fiquem mais calmas e que as luzes fiquem mais baixas. Isso vai ajudar no relaxamento da criança.
  • Na hora do seu filho dormir, apague as luzes de toda a casa. Se ele souber que ainda existe movimento, que tem pessoas conversando ou assistindo TV, ficará mais difícil aceitar a hora do sono.
  • Cuide da alimentação. Alimentos com açúcar ou frituras podem deixar a criança mais alerta e agitada, dificultando a entrada no sono.

Por fim sugiro não negociar. Siga seu ritual de sono e mantenha firmeza com as regras. Não conte diversas histórias. Por exemplo: se o ritual é de uma história, você deve se manter firme e não ficar contando diversas histórias. Geralmente em uma semana você já consegue colocar a criança em um ótimo ritmo então é bastante interessante se você conseguir começar esse ajuste um pouco antes do fim das férias.

 

Gravidez e Maternidade, Sono do Bebê

Como ensinar seu bebê a dormir sozinho

10 jan 2019

Que tal começar o ano com uma meta de ensinar bons hábitos de sono para seu filho? É uma época maravilhosa para termos nossas promessas para o próximo ano, e eu garanto que você não vai levar o ano todo para conseguir isso!

No post de hoje, quero falar aqui com vocês sobre dicas de como ensinar o bebê a dormir sozinho. E você não precisa deixar seu filho chorando até cansar e dormir por exaustão. Dá trabalho, exige paciência, consistência e principalmente persistência, porque normalmente as crianças são bastante resistentes, mas também são maravilhosas e surpreendem quando o assunto é capacidade de aprendizado!

Leia Mais
Gravidez e Maternidade, Sono do Bebê

5 dicas pro seu filho dormir à noite inteira

26 nov 2018

“Eu já tentei de tudo e nada faz meu filho dormir.” Eu escuto muito isso quando iniciamos um processo de aprendizagem de sono – “será que vai funcionar para mim? Eu já tentei de tudo!” Eu entendo… mas talvez não tenha funcionado, justamente por você ter tentado de tudo.

Sono é um processo, não dá certo de um dia para o outro. No post de hoje, vamos falar de algumas coisas que você precisa verificar no sono do seu filho antes de iniciar qualquer processo de aprendizagem.

Leia Mais
Gravidez e Maternidade, Sono do Bebê

Porque meu filho acorda chorando?

01 out 2018

Existem vários motivos para o bebê chorar, até porque essa é uma forma de comunicação enquanto o bebê não consegue verbalizar.

Entretanto muitas mães nos relatam que as crianças acordam chorando muito, um choro desesperado, diferente do choro que geralmente apresentam durante o dia.

Pensando nisso, vou falar aqui com as leitoras do Coisas Que Amamos, sobre alguns motivos que podem fazer com que a criança acorde aos gritos, deixando pais e cuidadores muito assustados.

  • Pesadelos: as crianças sonham muito. Enquanto os adultos sonham de 11 a 20% do tempo do ciclo, que tem cerca de 90 minutos, as crianças sonham 50% do tempo, em um ciclo de 45 minutos aproximadamente. É um sono bastante agitado. Portanto os pesadelos são muito comuns e a criança pode acordar assustada se tiver um sonho ruim.
  • Terror noturno – cerca de 5% das crianças sofrem com terror noturno, onde o bebê pode chorar, gritar, gemer e se debater. Pode durar de poucos minutos até meia hora e na maioria das vezes é perturbador para os pais. A criança na verdade está dormindo e não existem estudos que comprovem as causas do terror.
  • Criança não dormiu o suficiente: isso acontece principalmente nas sonecas. A criança acorda em 20 ou 30 minutos com um choro forte. Na verdade, ela não descansou e está com dificuldade em ligar as fases do sono dentro do ciclo. Neste caso, o ideal é ajudar a criança a voltar a dormir muito rapidamente, mesmo que esta soneca precise terminar no colo. Depois de 50 minutos dormindo, ela pode ser transferida do colo para o berço novamente.
  • Fome: lembre sempre quando foi a última vez que o bebê foi alimentado. Pode ser que ele esteja com um intervalo adequado já para mamar.

  • Incômodos: bastante comum o bebê acordar chorando quando tem alguma dor, algo que o está incomodando, entretanto esse não é um comportamento rotineiro, já que o bebê não fica incomodado todo o tempo. Se seu filho acorda sempre chorando, essa provavelmente não é a causa principal.
  • Associações erradas de sono: provavelmente o principal problema que faz com que seu filho acorde chorando – durante o dia e durante a noite. O bebê adormece de uma forma em que depende de outras pessoas como por exemplo sendo ninado no colo ou mamando. Quando ele acorda (e como falamos anteriormente o sono da criança é muito leve e, portanto, passível de breves despertares), ele não sabe se manter no sono, não sabe sozinho iniciar outro ciclo, e chama por alguém para ajudar. Como a criança já está cansada e com muito sono, é bastante difícil para ele ter os breves despertares (difícil para toda família).

Bebês aprendem tudo que ensinamos. 4 em cada 10 crianças não nascem com a habilidade de saber dormir e precisam aprender como fazer isso. Se uma criança acorda todos os dias chorando, certamente existe uma causa. Seu filho está sempre cansado? Chora muito também durante o dia? Pode ser algum incômodo, mas também existe uma grande possibilidade do seu filho precisar de algum ajuste no sono. Avalie o que seu filho precisa para manter o sono, se o ambiente de sono está adequado, a rotina e os rituais e principalmente as associações. Um choro fraco, quando o bebê “chama” por alguém, é perfeitamente normal. Porém um choro forte precisa ser investigado.

Gravidez e Maternidade, Sono do Bebê

Cronologia do sono do bebê – O que esperar?

06 set 2018

Hoje vamos conversar sobre o que acontece com o sono do bebê no primeiro ano de vida. Quais são as transições? Quando posso estabelecer uma rotina? Como funciona a produção do hormônio do sono?

Estas e outras questões deixam as mães muito preocupadas e muito frustradas quando as
coisas não saem como esperado.

0 a 3 meses
Estas crianças não tem um padrão de sono. Mamam com bastante frequência porque tem uma
capacidade pequena de armazenar leite e dormem por muitas horas, chegam a fazer 18 horas
de sono dentro das 24 do dia, mas não dormem por muito tempo seguido.

O seu relógio biológico ainda não está regulado, portanto é muito importante ensinar a
diferente entre dia e noite trabalhando com sons e luminosidade e não se preocupe se a
criança precisar de muita ajuda para dormir.

Você até pode tentar colocar seu bebê sonolento no berço para que ele durma, mas pode ser
que ele tenha grande dificuldade. Não existe também um padrão para soneca. Elas podem durar de 30 minutos até 3 horas e você não saberá o que aconteceu para que ele esticasse ou não o sono. É normal. Muitos pediatras pedem para não deixar dormir por mais de 3 horas seguidas porque esse é o maior intervalo que ele pode ficar sem mamar.

Se possível, já inclua um ritual de sono desde os primeiros meses de vida do bebê. Isso vai
ajudar quando for possível estabelecer uma rotina mais regular.

4 a 6 meses
Bebês nesta idade já produzem hormônio de sono para dormir por mais horas. Geralmente
possuem horário regular para mamar e fazem 3 sonecas por dia. Uma de manhã, outra no
meio do dia e outra à tarde. A janela de sono na maioria das vezes é pequena de manhã e vai
aumentando com o passar das horas do dia.

Dormem de 12 a 16 horas (incluindo as sonecas). O tempo de sono no dia varia de 2 a 4 horas.
A soneca dura de 40 minutos até 2 horas e o tempo de sono depende da necessidade de cada
criança. Uma boa soneca tem em média de 60 a 90 minutos.

Já é possível ensinar o bebê a dormir. Se você ainda não fez isso, tente colocar o bebê no berço
ainda acordado, para que ele desenvolva o sono. Como a alimentação básica ainda é leite, é esperado que a criança mame 1 ou 2x de madrugada. Outros despertares podem ser habituais, e com uma aprendizagem de sono, eles podem desaparecer.

6 a 12 meses
A partir da introdução alimentar as crianças podem dormir apenas 2 sonecas por dia. Algumas
levam 3 cochilos até 8 meses, mas grande parte transita aos 6 ou 7 meses.

Nesta idade a maioria dos pediatras já indica que a criança não deve mais ser alimentada de
madrugada, desde que tenha uma boa aceitação dos sólidos e esteja dentro do esperado em
seu crescimento e desenvolvimento.

Entretanto algumas famílias mantém uma mamada de madrugada, que pode ser a mamada
dos sonhos (oferecida perto de 23h) ou no meio da madrugada se o bebê tiver algum
despertar. É esperado que a rotina da criança com horários de alimentação, higiene e cochilos se estabeleça bem nesta fase da vida.

Problemas de sono são muito comuns porque existe a regressão dos 6, dos 8 e dos 12 meses.
A mais forte é a dos 8 meses, quando além da regressão, existe também angústia de
separação, um pico de desenvolvimento e muitas vezes dentição. Esteja preparada. Fique
firma na forma como seu adormece e quais são as associações de sono que ele tem. É uma
etapa primordial para que seu bebê não carregue dificuldades de sono nos próximos anos.

12 a 18 meses
Nesta etapa é esperado que a criança transite para 1 soneca apenas por dia. A criança vai
começar a negar o sono do dia, e o melhor a fazer é adiantar um pouco o horário do almoço e
colocar a criança para dormir após a refeição. Dormem de 11 a 14 horas, incluindo a soneca, que vai variar de 1 a 2 horas por dia.

A partir dos 18 meses a criança levará essa rotina de um cochilo até perto dos 3 anos, porém
existem crianças que dormem até 5 anos de idade. Isso vai depender da necessidade de sono
de cada um. Falando do tempo de sono, dos 3 aos 5 anos, a criança deve dormir de 10 a 13
horas por dia, incluindo ou não um sono durante o dia.

Lembrem-se sempre que esta é uma cronologia baseada no que grande parte das crianças
fazem, porém, cada bebê é único e tem suas necessidades próprias. Se seu filho por exemplo
tiver 18 meses e ainda dormir 2 vezes por dia e além disso ter uma boa noite de sono, fique
tranquila. Como eu sempre digo, no sono não há exatamente o certo e o errado, mas sim o
que funciona para a sua família, para a logística da sua casa e para o perfil do seu bebê.