Restaurantes Rio

Restaurante Mee – Copacabana Palace

14 ago 2019

No último dia 26 de julho, completei 5 anos de casada. Para comemorar a data especial resolvemos sair para jantar em um lugar diferente do nosso costume, o Restaurante Mee, no Copacabana Palace.

Pra gente ele é diferente por vários motivos, mas o principal deles é porque ele é um restaurante asiático e como eu não como comida japonesa, não costumamos frequentar muitos restaurantes assim. De qualquer forma, antes de escolher o local dei uma olhada no cardápio e avaliei se uma pessoa que não come absolutamente nada de comida japonesa poderia jantar lá. E claro que eu podia, o que não faltavam eram boas opções de comidinhas para quem não curte peixe cru.

Você já entra o clima ao chegar no restaurante que fica no térreo do charmoso hotel, bem em frente a piscina mais famosa da cidade. Ao entrar você percebe a que veio, a decoração exótica remete aos países da Ásia como: Tailândia, Camboja, Malásia, Singapura, Coréia, China, Vietnã e Japão. Uma mistura de requinte e charme, em um ambiente super acolhedor.

Fomos muito bem recepcionados com duas tacinhas de champagne do Copacabana Palace para brindar a data. Um mimo delicioso do restaurante. Pra começar, pedimos de entrada o Hong Kong prawns (R$72), que são camarões com nozes caramelizadas. O prato estava divido, de comer rezando. Do tipo TEM QUE PEDIR quando for lá.

Para os principais, optamos por seguir a orientação do garçom e fomos nos dois pratos mais famosos do restaurante (para quem não come japonês): o Pad Thai (R$102) e o Korean Barbecue (R$145) com uma porção de arroz frito com ovo (R$28).

O Pad Thai é o clássico macarrão tailandês com molho apimentado de tamarindo, frutos do mar e amendoim. Mesmo o Alexandre tendo pedido com pouca pimenta achamos bem forte e ardido. Ou seja, se você não curte nada muito spicy, recomendo pedir sem pimenta. No geral o prato estava bem gostoso mas nada excepcional.

O Korean Barbecue é um pedaço de 150g de wagyu, com molho barbecue e milho em diversas texturas. Estava incrível. Uma ótima pedida. Recomendo muito para quem gosta de carne. O arroz frito também estava bem gostoso.

Não amamos nenhuma sobremesa do cardápio então acabamos indo embora de lá sem comer um docinho. Mas gostamos bastante do restaurante e temos planos de voltar.

Se você é do time que ama comida japonesa, a minha recomendação é: faça sua reserva no restaurante e avise que vai querer o Omakase itamae. Isso nada mais é do que uma sequência de pratos, feitos pelo sushiman, bem na sua frente, com os peixes e frutos do mar mais fresquinhos do dia. Esse é um dos pratos mais carinhos da casa, custa R$390 por pessoa, mas para quem ama japonês, dizem que a experiência vale cada centavo.

restaurante mee copacabana palace
restaurante mee copacabana palace
restaurante mee copacabana palace

Pra quem não sabe, o restaurante do chef Itamar Araújo, é um dos poucos do Rio que tem estrelas Michelin e é o único restaurante pan-asiatico a receber o prêmio. Nada mal né?

Achamos que no geral a experiência foi ótima, principalmente para uma ocasião especial. É um restaurante caro, mas pagável, sabem? Valeu a nossa visita e valeu muito conhecer.

SERVIÇO:

Restaurante Mee
Av. Atlântica – Copacabana Palace
Tel: (21) 2548-7070

Prato Principal, Receitas

Risoto de Trufas Negras

14 ago 2019
risoto de trufas negras

Semana passada completei 5 anos de casada e resolvi comemorar de duas formas: um jantar fora e um jantar “dentro”. O jantar feito em casa tinha que ser especial, afinal, não é todo dia que a gente completa bodas de madeira né? Escolhi preparar um risoto de trufas negras. Uauuu!

Pois é, eu tinha uma “trufa em conserva” em casa que tinha vindo diretamente da Itália e queria utilizar. Aproveite a oportunidade para juntar o útil ao agradável. E foi uma excelente pedida. Anotem ai o passo a passo e preparem esse jantar chique e muito mais fácil (e barato) do que parece.

risoto de trufas negras

Você vai precisar de:

  • Meio pacote de Arroz Arbóreo
  • Trufa (em conserva, salsa de trufa ou trufa fresca!)
  • Azeite
  • 1L Caldo de Legumes (feito em casa é melhor ainda)
  • Azeite Trufado
  • Queijo Grana Padano ou Parmesão ralado na hora
  • 1/2 Cebola
  • Sal a gosto
  • Manteiga
  • 1 taça de vinho branco

Modo de fazer:

Comece colocando o caldo de legumes para esquentar (ou dissolver em 1L de água, se como eu, você usar caldo artificial). Pegue uma panela grande e refogue a cebola no azeite. Quando ela ficar transparente despeje o arroz arbóreo e mexa. Em seguida coloque o vinho branco e espere um pouco para o álcool evaporar. A partir daí, vá regando com o caldo de legumes sempre que houver necessidade até o arroz ficar al dente. Nesse momento, você desliga o fogo, coloca uma colher generosa de manteiga, o queijo ralado, as trufas picadas (separe algumas inteiras para enfeitar o prato) e mexe. Depois é só colocar um fio de azeite trufado por cima e servir com um pouco do queijo ralado.

risoto de trufas negras
Ficou apetitoso né? E olha, modéstia à parte ficou tão gostos quanto bonito viu?!

Se você não achar a trufa em conserva, pode fazer usando pasta de trufa ou um creme trufado. Fica delicioso também.

Se vocês fizerem esse de risoto de trufas, me contem. Quero muito saber se deu certo e fez sucesso por ai. E não se esqueçam de usar a #receitascqa se postarem nas redes sociais.

Se quiserem ver algumas outras receitas que eu já fiz aqui no blog é só clicar aqui.

Gastronomia, Restaurantes Rio

Yummy Tip: Cipriani

20 fev 2019

O aniversário do Alexandre chegou e fomos comemorar no Ciprianni, um dos restaurantes do Copacabana Palace. Apesar de já termos ido a muitos restaurantes no Rio, nós não conhecíamos esse ainda. Como já tínhamos ouvido falar muito bem do local, aproveitamos a data especial e o festival de trufas brancas que estava acontecendo no restaurante para experimentar mais um lugar (diferente pra gente) aqui no Rio.

Começamos com uma entrada que estava surreal de gostosa, um queijo taleggio em crosta de funghi com molho trufado. Sério, era de comer ajoelhado. Uma das coisas mais deliciosas que eu já experimentei na vida. MUITO bom mesmo, sem exagero.

Leia Mais
Gastronomia, Restaurantes Rio

Yummy Tip: Chez Heaven

14 jan 2019

Final de semana passado tive a oportunidade de finalmente conhecer o restaurante Chez Heaven, da chef carioca Heaven Delhaye. Ela foi a 3ª colocada do Masterchef 2018 e era uma das minhas preferidas na competição. Aproveitei o início do ano sem trânsito na cidade para dar um pulinho no Vogue Square Garden, na Barra da Tijuca, e experimentar o bistrô dela.

De cara já curti a marca do restaurante. Ambiente agradável, com algumas mesas redondas (acho suuuper positivo isso!), cozinha semi aberta para quem quiser bisbilhotar e um cardápio que parecia bastante atraente.

Para começar, pedimos um steak tartare (R$59), mas ficamos com bastante vontade de experimentar o brie enrolado no presunto serrano (R$68). O tartare estava divino. Carne fresquinha, geladinho na medida certa tempero gostoso… o único ponto que não amamos, foi que só vem com uma torradinha, que acaba sendo pouco para dividir com outras pessoas.

De prato principal não conseguimos variar: nos jogamos no carbonara (R$74) finalizado, na mesa, em um grana padano de 32kg, o carro chefe da casa. Estava muito gostoso. O garçon finaliza ele na hora flambando no queijo, com uma farofinha de pank, bacon, salsa e cebolinha e uma gema de ovo. Delíiiiiicia!

Para a sobremesa, fomos de profiteroles (R$28), a minha sobremesa preferida da vida. Sempre que tem eu peço. Diria que sou uma especialista no assunto. Pois bem, estava gostoso, mas não era imperdível. Eles tinham outras opções no cardápio, mas assumo que eu parei de ler na mesma hora quando vi que tinha profiteroles.

No final, quando estava fotografando o restaurante pro blog e fazendo stories, ainda bati um papo rápido com a chef, que foi um amor de pessoa.

Em resumo: Achei o restaurante muito bom. O atendimento foi excelente, a comida estava muito gostosa e o ambiente é bastante agradável. Os pontos negativos, pra mim, foram o fato de o prato principal ter demorado mais de 1h para chegar (e olha que pedimos na mesma hora em que pedimos a entrada, por sugestão do garçon, exatamente para evitar a demora) e a pouca torradinha do tartare. De resto gostei muito. Achei o preço razoável, a carta de vinhos honesta e o valor dos pratos condizente com o nível do restaurante. Nota 8,5. Valeu!

Se quiser ver outras resenhas de restaurantes no Rio é só clicar aqui. Se quiser ver algumas opções de restaurantes de São Paulo, clique aqui.

Quem já foi no Chez Heaven, o que achou? Experimentaram outros pratos? Me contem aqui nos comentários.

Gastronomia, Restaurantes Rio

Yummy Tip: Didier | JB

20 nov 2018

Há pouco mais de 2 meses inaugurou no Jardim Botânico o Didier. O restaurante, do chef Didier Labbé, que trabalhou no grupo Troigos por 10 anos, ocupa hoje o espaço que antes era do CT Trattorie.

A ideia do restaurante é trazer um bistrô tipicamente te francês, com um mix de comida simples com toque autoral e muitos alimentos frescos, a preços acessíveis.

Acho que ele conseguiu quase tudo que planejou. Os preços acessíveis são meio discutíveis, mas tudo bem. Assunto que vamos conversar mais pra frente.

Leia Mais