Brasil, Destinos, Fernando de Noronha

Fernando de Noronha | Brasil

18 out 2018

Fernando de Noronha é o verdadeira sinônimo de paraíso no Brasil. É um daqueles lugares que você se impressiona sempre que vê fotos. Acha que todo mundo coloca filtro nas postagens e quando chega lá percebe que é ainda mais incrível do que tudo que você tinha visto e imaginado.

Praias meio desertas, um mar com vários tons de verde e azul que chegam a doer os olhos, a água mais cristalina que você pode imaginar e uma diversidade marinha que impressiona. Peixes coloridos, tubarões, muuuuuitas tartarugas marinhas, arraias e os mais diversos tipos de corais podem ser observador por lá.

O arquipélago pernambucano é formado por 21 ilhas, sendo a sua principal a única habitada. A ilha localizada no Oceano Atlântico, fica a 545km de Recife e 240km de Natal.

ANTES DE IR

Noronha é um arquipélago protegido por diversas leis ambientais. É um dos poucos lugares do Brasil onde a lei realmente funciona e eles cuidam mesmo disso. O primeiro passo, para facilitar a sua chegada na Ilha é já pisar por lá com as taxas obrigatórias pagas. Isso te poupa um grande tempo de fila no aeroporto.

O valor da taxa varia de acordo com o tempo da sua estada na ilha. Para um dia, paga-se R$70,66 e para uma semana R$449,43. Você pode fazer o pagamento através desse site aqui. Nele você consegue consultar o status do seu pagamento, o valor a pagar, emitir o boleto… Não se esqueça de levar tudo impresso para comprovar que você fez o pagamento, e não deixe para pagar em cima da hora. O seu nome pode demorar até 48h para aparecer no sistema deles como pago!

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

Dica: Se você for ficar em mais de uma pousada durante o período da sua estada na ilha, você tem que colocar no documento o nome da sua primeira pousada pois eles ficarão com parte da documentação que você vai levar.

Outra taxa que você pode (e deve) pagar antes de sair de casa, é a taxa do Parque Nacional Marinho (R$97 válida por 10 dias). É com ela que você tem autorização para visitar algumas praias e fazer as trilhas. Vale já sair com o ingresso de casa e poupar tempo e fila em Noronha. Você pode comprar seu ingresso nesse site aqui.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa


COMO CHEGAR

Não existem vôos diretos para Fernando de Noronha, todos os vôos passam por Recife. Atualmente, a Gol e a Azul são as únicas companhias aéreas que voam para a ilha.

Já saia de casa sabendo que 70% das vezes os vôos para/de Noronha tem algum tipo de problema. Nós, por exemplo, tivemos o vôo de Recife para lá cancelado por conta de “problemas técnicos”. Nos acomodaram em um vôo da Azul (que não era a nossa cia aerea) 4h depois que chegamos em Recife. Isso atrasou nosso dia lá, mas poderia ter sido pior né?

Portanto, organize-se sabendo que seu vôo de ida/volta pode dar problema e já saia de casa de cabeça leve. Nada de se estressar por isso. Acontece e acontece com frequência por lá.

QUANDO IR

Eu diria que essa talvez seja uma das decisões mais importantes da sua viagem. Escolher o momento certo pra conhecer Fernando de Noronha pode ser fundamental pra você ter uma experiência completa na ilha.

Sem dúvidas os melhores meses são os de setembro e outubro, pois as águas estão calminhas, o mar costuma estar sem ondas e impedido de chuvas já passou. Os meses de fevereiro e março são conhecidos pelos swells, que transformam a ilha em um grande campeonato de surfe, por causa das ondas imensas que costumam surgir por lá.

“Ah, mas você foi em outubro e pegou um swell”. É verdade! Um fenômeno inclusive. Há mais de 35 anos não acontecia um swell em outubro em Fernando de Noronha. Um pessoal da ilha estava dizendo que foi causado pelo furacão que aconteceu nos Estados Unidos, outros diziam que era por conta do desastre na Indonésia. Vai saber. O swell é um fenômeno da natureza e sobre eles nos não temos controle, portanto, como aconteceu comigo, você pode ir em uma época boa e chegar um swell, ou pode ir em uma época ruim e pegar mar parado.

O que eu posso garantir é: a ilha com swell é outra ilha. As praias não ficam tão verdinhas, o mar não vira piscininha e em vários lugares você não pode nem entrar na água por que o mar está batendo muito. Ou seja, se puder escolher, vá no período mais calmo (também conhecido como alta temporada!)

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custacoisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa(Reparem no mar depois e antes do swell. Fala ai se não vale ir na época boa!?)

COMO SE LOCOMOVER

Essa questão pra mim ficou bem clara agora que voltamos de viagem: alugar buggy é fundamental. Na verdade a ideia é um pouco mais ampla, ter algum transporte é fundamental. O que isso significa? Que você vai ter uma despesa grande na viagem e que isso vai ser a sua salvação também.

O aluguel do buggy varia entre R$250 e R$350 por dia. E ainda assim esgota, e muito rápido. Portanto, se você quer alugar um faça isso com antecedência. Saí do Rio com o meu buggy reservado e quando chegamos lá soubemos que vários turistas estavam tentar alugar e não conseguiam por que a ilha estava cheia e não tinham mais buggys disponíveis. Alugamos com o Pedrinho, e foi excelente. Além de ser um querido, a empresa dele oferece assistência ao buggy 24h/dia. Seja para trocar um pneu furado, para consertar um buggy quebrado ou até mesmo para substituí-lo caso seja necessário. O contato dele:

Pedrinho
(81) 98714-3912

Se você quer economizar um opção é alugar uma moto. O valor costuma ficar em torno de R$100/dia. É bem mais barato e funciona igual. Só lembrem-se que tirando a BR, que corta a ilha, as estradas são de terra e pedregulho, portanto, só alugue moto se você realmente souber dirigir.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

Se você vai com criança pequena/bêbe ou quer mais conforto, pode alugar um carro ou um 4×4. Os preços são um pouco mais altos que o do buggy e também são poucas opções de locadoras na ilha que oferecem esse produto. Faça sua reserva com antecedência.

“Ah, mas eu não quero/sei dirigir”. Tudo bem, você pode fazer tudo de táxi mas saiba que as corridas são bem carinhas. Uma corrida do Bar do Meio até o Porto (que deve ser mais ou menos 1/4 da ilha) custa R$40.

Pra quem realmente quer economizar, lá existe um ônibus que corta a ilha pela BR e custa R$5/pessoa a passagem. E uma prática super comum é a da carona. Muita gente pede e todo mundo que tem buggy com espaço dá.

DICA: Nós pegamos o buggy no aeroporto, com tanque praticamente vazio e fomos direto abastecer. Pra encher o tanque gastamos R$180, que durou todos os 6 dias de viagem. Devolvemos no aeroporto, com o tanque praticamente vazio também. Economizamos o taxi/transfer de ida e volta até o aeroporto. Sem falar que economizamos muito tempo porque o transfer dos hotéis costuma demorar muito.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

DINHEIRO

Ouvimos muito antes de ir que tínhamos que levar dinheiro vivo pois quase nenhum lugar aceita cartão. FALSO! Quase todos os lugares aceitam cartão o problema é a rede do cartão pode cair em caso de chuva forte ou dia muito nublado. Não aconteceu com a gente nenhuma vez, mas na dúvida, leve uma quantia maior de dinheiro, leve talão de cheques e prepare-se para fazer transferência bancária, se for necessário.

Outra coisa que eu sempre ouvi falar é que as coisas em Noronha são muito caras. VERDADEIRO. Nós fizemos uma brincadeirinha que dizíamos que o real do continente é desvalorizado lá. Só pra vocês terem uma ideia: uma garrafinha de 500ml de água chegou a custar R$10 num barzinho. Uma garrafa de 1,5l num mercado, custava R$7.

“Como baratear a viagem?” Essa foi uma das perguntas que eu mais recebi nos stories. Bom, o primeiro passo é escolher uma pousada mais econômica. Isso certamente é o que vai pesar no seu orçamento. O segundo passo é rachar alguns passeios (como o de barco privado) e o aluguel do buggy. Se você for com mais um casal de amigos, por exemplo, vai ser perfeito para esse ratatá. (Muita gente nos hotéis e pousadas se juntam para dividir os passeios e dar uma economizada. Fique de olho!) Outra ideia é fazer compras de água e comidinhas no mercado, que ainda é caro, mas é mais barato que comprar nos bares e lojinhas espalhados na ilha. Por último, negocie todos os passeios em que a presença de um guia é obrigatória com o mesmo profissional. Assim, talvez ele faça um pacotão e você consiga um bom desconto. Ah! Você pode procurar restaurantes mais acessíveis também. Na Praça Flamboyant, por exemplo, tem algumas opções de restaurante a kg, na Praia do Porto tem uns barzinhos mais simplezinhos que vendem peixe assado e frito com um preço melhor…

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa


SEGURO VIAGEM

As vezes, viajando dentro do Brasil, nem lembramos da importância do seguro viagem. Estamos no nosso país e temos certeza que de que estamos “seguros”. Porém, nem sempre as coisas funcionam dessa forma.

Fernando de Noronha tem uma estrutura médica bem precária. A ilha tem apenas um hospital (que só atende a casos sem emergência) e um médico que atende todos os incidentes e pacientes de lá. Se você tiver algum problema e precisar de um atendimento emergencial de verdade, terá que ser transferido para Recife. Se um bom seguro saúde, você dependerá da Prefeitura de Fernando de Noronha e do Governo de Recife. E acredite, você não vai querer depender deles.

Por isso, minha recomendação aqui é: se você tem um plano de saúde, verifique se ele é nacional e atende em Noronha e principalmente, veja se você tem direito a translado de avião em caso se emergência. Se você não tiver isso, faça um seguro saúde imediatamente.

Eu sempre recomendo a Real porque é a seguradora que eu uso e confio. É parceira do blog e tem um esquema de comparação de preços e coberturas que é sensacional para definir o melhor plano pra você. Clique aqui e faça sua cotação.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

ONDE FICAR

A sensação que eu tinha antes de ir pra Noronha meio que se confirmou após a nossa estada na ilha. Os hotéis por lá são meio 8 ou 80. Você encontra poucos hotéis meio termo, seja em conforto/qualidade, seja em preço. Experimentei dois hotéis e aproveitei para dar uma olhada em algumas outras opções e separei aqui por preço pra vocês.

$
Pousada dos Corais: Uma opção simpática e mais acessível na Ilha.
Pousada Malibu: Simples mas super bem localizada no coração da Vila dos Remédios.
Pousada Tubarão: Da leva das mais baratinhas, mas super gracinha e pertinho da Vila dos Remédios.
Vila Mar: Acho que é a mais baratinha dessas lista e ainda é bacaninha.

Se você quer uma opção ainda mais barata, achei esse Noronha Hostel bem simpático. Outra opção super comum lá, é se ficar em hospedagens familiares. Alguns moradores transformam alguns quartos de suas casas em suite para turistas. Esse tipo de hospedagem é bem mais barato. Se quiser ver algumas opções, clique aqui.

$$
Lua Bela: Foi a pousada que ficamos nos dois primeiros dias de viagem. É simples, mas atende super bem. Confortável, café da manhã gostos e atendimento ótimo.
Pousada do Vale: Super bacaninha, charmosa e confortável. Era a minha primeira opção mais lowcost, mas lota super rápido. Reservem com bastante antecedência.
Tesouros de Noronha: Do ladinho da Pousada da Morena. Muito gracinha. Se puderem peçam para não ficar no quarto com vista para a BR.
Pousada Zé Maria: Já foi uma das mais famosas da ilha, hoje está um pouco antiga, mas ainda assim é bem confortável e tem uma vista linda Fica na categoria $$ mas quase $$$.
Pousada Dolphin: Fiquei na dúvida em qual categoria que ela deveria entrar, mas ela é boa e segue a linha mais acessível. Fica entre a $ e a $$.

$$$
Pousada da Morena: Foi a nossa escolha. Passamos 4 dias aqui e amamos. O café da manhã é incrível, o atendimento é excepcional e o quarto é muito confortável. Isso tudo sem falar naquela piscina de borda infinita com vista pro Morro do Pico né?! A dica aqui é: fiquem no apartamento. Ganhamos um upgrade pra um bangalô e achamos bem pior do que o apartamento que estávamos. Ah! O 107 tem vista para o Morro e é lindo de morrer.
Pousada Maria Bonita: A pousada do Bruno Gagliasso. Apesar de ser do ator não é nem de perto a mais cara da ilha. É super confortável e bem decorada.
Pousada Teju Açu: É linda e deliciosa. Os quartos tem varanda com rede, ela é toda arborizada e super charmosa. O restaurante é delicioso.
Pousada Triboju: Outra pousada mais luxuosinha de Noronha. Bem confortável e charmosinha.
Pousada Maravilha: A pousada do Luciano Huck. Ela fica mais afastada de tudo, na praia do Sueste mas tem uma vista linda.
Nannai Noronha: Novíssimo! Inaugura no verão de 2019 e promete ser mais um recanto luxuoso na ilha.

Dica: A melhor sugestão que eu posso dar aqui é para pensar que a grande maioria dos restaurantes fica na Vila dos Remédios ou próxima dela. Se você estiver sem buggy/moto acho imprescindível ficar por lá. Se você estiver de carro, não faz tanta diferença onde vai se hospedar, exceto se ficar pelo Sueste, que é a ponta mais afastada da ilha, mas ainda assim não é nada absurdo. (De uma ponta a outra, pela BR, você leva mais ou menos 15/20min de carro).

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa(Na deliciosa piscina da Pousada da Morena)

O QUE FAZER

Algumas coisas que eu percebi quando comecei a organizar a viagem é que tudo parece muito confuso em um primeiro momento. Você não acha muitas informações claras sobre as trilhas, sobre as praias, sobre o que fazer… pelo menos eu procurei, conversei com pessoas que já tinham ido e todas tiveram essa mesma sensação pré-viagem. A minha ideia aqui é esclarecer o máximo possível, para que vocês se sintam seguros e bem informados ao viajar para Noronha.

Fernando de Noronha é aquele tipo de lugar que você pode passar 1 mês lá que cada dia vai ter uma coisa nova e diferente pra fazer. Coloquei nessa seleção alguns passeios que eu fiz e outros que eu gostaria de ter feito ou acho, pelo menos, importante vocês saberem da existência.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

  • Passeio de Barco

Foi uma das coisas mais legais que fizemos na ilha. Amamos o passeio! Optamos pelo barco privado, que faz o trajeto do Porto ao Dois Irmãos e vai parando em diversos lugares pra banho. O passeio inclui o plana sub, que é uma pranchinha onde você vai sendo puxado pelo barco e fazendo snorkel ao mesmo tempo.

No nosso ainda tinha almoço incluído. O barqueiro pescou o peixe fresquinho na hora, fez uns sushis de entrada e depois assou os filés na brasa para servir com salada e torradinhas feitas na hora também. Tudo simples mas muito gostoso e super bem servido. Recomendo muito o nosso barqueiro. Ele é uma simpatia e a lanchinha dele estava ótima. Cabem confortavelmente 6 pessoas nela. Anotem aí o contato dele:

Dipeto
(81) 99862-6134

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

  • Trilhas

Um dos programas mais famosos e falados de Noronha. Exatamente por isso, está se tornando uma “máfia” local. Vou explicar melhor. Hoje, pra você conseguir fazer uma trilha, você precisa ir até o ICMBio portando a sua carteirinha da xxxx, pra tentar uma vaga pra 3 dias após aquela data em alguma das trilhas que você gostaria de realizar.

O ICMBio não marca trilhas pra antes de 3 dias, ou seja, se vc vai no dia 10, pode começar a tentar marcar para o dia 13. Se quiser fazer a trilha no dia 14, tem que ir no dia 11. Não adianta ir no dia 10. Deu pra entender?

Pois bem, por questões ambientais, a quantidade de visitantes é super controlada e as trilhas tem número limitado de vagas pra cada dia. A trilha do Morro São José, por exemplo, só permite 16 visitantes por dia. Ou seja, consegue quem chega mais cedo. A “máfia” atua aí. Alguns guias estão se juntando e chegando no ICMBio às 3h da manhã pra conseguir marcar a trilha pros seus turistas (e obviamente cobram muito a mais por isso!). O turista desprevenido, chega cedo lá, antes de abrir, crente que está mandando bem e quando chega sua vez de escolher a trilha, não tem mais vagas disponíveis pra quase nenhuma. Ou pelo menos para as mais interessantes e concorridas. Chato né? Isso aconteceu todos os dias com a gente. Ou seja, não conseguimos fazer nenhuma trilha.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custaA questão é: se você quer fazer a trilha, chegue cedo (o ICMBio abre às 8h30 e não funciona domingo) e torça pra ter alguma disponibilidade pra data e trilha que você quer.

Importante lembrar: algumas trilhas só são permitidas se você tiver um guia te acompanhando, outras você pode fazer por conta própria.

As trilhas mais famosas que precisam de agendamento no ICMBio são: Atalaia Longa e Curta, Morro São José, Abreus e Capim Açu. Além dessas, tem também a trilha do Piquinho que não precisa de agendamento mas precisa estar acompanhado por um guia.

Para todos os passeios com guia vou recomendar os guias que me ajudaram muito antes de ir e enquanto eu estava lá. Os dois são ótimos, conhecem tudo e ainda são ótimos fotógrafos.

Silvio (81) 99666-0665 @silvioguianoronha
Kleber (81) 99992-7345 @kleberguianoronha

  • Canoa Havaiana

Um passeio super legal que eu não tinha dado muita importância antes de ir mas adorei ter feito. Recomendo que vocês façam no nascer do sol pra pegar umas imagens lindas e pra ver os golfinhos chegando.

Nós fizemos às 8h30 da manhã e conseguimos ver muitos golfinhos também. Foi emocionante! O passeio sai do Porto em direção a praia da Conceição. São mais ou menos 2h de remada e você para na Conceição pra fazer snorkel e dar um mergulho. É super tranquilo e não é mega cansativo como pode parecer. Recomendo que vocês reservem com antecedência esse passeio, principalmente se quiserem fazer no nascer do sol que é bastante concorrido.

Noronha Canoe Clube (Barbara e Danilo)
(11) 92565-5712
@noronhacanoeclube

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

  • Ilha Tour

Esse passeio é um verdadeiro dilema. Muita gente acha ruim fazer, outras pessoas amam. Pessoalmente eu amei e acho que foi muito importante pra gente ter feito. Chegamos em Noronha no auge de um swell, ou seja, o mar estava impraticável. Não era possível mergulhar/se banhar em nenhum lugar. Grande parte do Ilha Tour é feito por terra, no seu carro/buggy ou o da empresa/guia que você contratou.

Optamos por fazer o passeio privados, no nosso buggy. O guia nos encontrou no hotel e foi nos levando para todos os lugares. Começamos o passeio na parte próxima ao Porto. Vimos a enseada dos tubarões, a igrejinha, as ilhas secundárias, ruínas, buraco da Raquel… de lá seguimos para o Sueste passando por algumas outras paradas.

Na Praia do Sueste, que era a única possível pra mergulho naquele dia, o guia mergulhou no mar com a gente e nos guiou por lá. Vimos tartarugas, lagostas, peixes… mas nada do famoso tubarão.

De lá seguimos para o Sancho e seu Mirante. Pausa pra muitas fotos. Continuamos até a praia do Boldró, Cacimba do Padre, Baía dos Porcos e por último, assistimos o pôr do sol na Pedra do Bode.

Ele nos contou um pouco sobre a ilha, deu dicas de lugares legais pra ver o pôr do sol, restaurantes, desmistificou alguns assuntos, explicou outros… pra gente valeu muito a pena. É um passeio de dia inteiro e que vale o preço que custa. O ilha tour sem ser privado custa em média R$150/pessoa. O privado custa R$200/pessoa.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custaUma das paradas do ilha tour é na enseada dos Tubarões

  • Piscinas do Morro de Dentro

Outro passeio bem legal que aparece pouco nos blogs e roteiros de Noronha. Esse é um programa que só pode ser feito na maré baixa e com a ajuda de um guia.

O caminho até as piscinas é totalmente de pedras, bem complicadinho. Quem não fica confortável em andar nas pedras, agarrado na parede talvez não se sinta muito bem fazendo esse passeio. Mas não é difícil não, só chatinha essa parte das pedras.

Você visita duas piscininhas que ficam em um morrinho bem em frente ao Bar do Meio. Como não são muito famosas ficam super vazia e você consegue curtir a piscina em si, as paisagens, tirar fotos… tudo isso sem disputar espaço com os outros turistas ou ficar em filas.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

  • Travessia Porto-Cachorro

Essa travessia é super legal pra quem ama fazer snorkel, quer ver muita vida marinha e tem alguma disposição.

O passeio começa na praia do Porto e segue até a Praia do Cachorro. São mais ou menos 2h de nado pela costa, fazendo snorkel, vendo os naufrágios do Porto, a vida marinha, os corais… é bem bacana! Nos vimos várias tartarugas (muitas mesmo), arraias, corais, peixes variados e ouvimos os golfinhos. Aqui também não encontramos o tubarão, apesar de ser um lugar super comum de encontrar.

Pessoalmente eu achei um pouco cansativo no final. Meio mais do mesmo, sabe? Mas eu não sou do tipo que AMA fazer snorkel. O Alexandre que ama achou o passeio incrível.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

  • Mergulho de Cilindro

Não foi dessa vez que fizemos o mergulho. Como eu disse aqui encima eu nem sou a maior entusiasta desse tipo de programa, mas o Alexandre ama e ficou arrasado por não fazer.

De qualquer forma pra quem quer fazer o mergulho eles têm esquemas diferentes pra quem tem curso e pra quem vai só fazer o batismo. Os dois são super interessantes e valem a pena.

Tem duas empresas que são super confiáveis: Atlantis e Noronha Divers. Foram as mais recomendadas pra gente. Tanto pelas pousadas, quanto pelo pessoal que mora lá e também por amigos que já fizeram mergulho com eles.

 

PRAIAS

Vou tentar fazer um super resumo das praias aqui pra vocês saberem um pouquinho de cada uma delas, das que são imperdíveis, do que tem em cada uma e etc

  • Sancho

Começando pela estrela da Ilha. A Baía do Sancho já foi eleita diversas vezes a praia mais bonita do mundo e não é à toa. Ela é realmente surreal.

Mas chegar até ela pode ser um problema. O caminho está longe de ser simples. Depois de uma pequena caminhada sobre um deck de madeira, você precisa descer 2 lances de escada espremido entre pedras e, depois, descer mais uma pequena escadaria que dá na areia.

Lá embaixo você não tem nenhum tipo de estrutura de barraca, cadeira ou bar, por isso, leve sua água e seu biscoitinho pra não morrer de fome e sede. Ah! Não tem muita sombra na praia, então, não esqueça o protetor solar e o chapéu. E prepare-se para disputar lugar embaixo das poucas árvores existentes na praia.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

  • Baía dos Porcos

Na minha opinião a paisagem mais bonita de Noronha. Pra chegar até essa praia você precisa fazer uma pequena trilha pelas pedras começando no canto esquerdo da Praia da Cacimba do Padre.

No caminho você vai subir até um ponto onde é possível tirar lindas fotos dos Dois Irmãos e claro, da Baía dos Porcos de frente. O melhor momento pra mergulhar por lá é durante a maré cheia/alta, pois a praia tem muitas pedras.

O Alexandre fez a travessia da Cacimba até a Baía dos Porcos nadando com Snorkel e amou. Eu só fui até perto do Dois Irmãos pra tirar foto e voltei! Hahahhahah essa também não tem barraca, bar ou sombra. Se você tiver aqueles sapatinhos de água aqui é um excelente lugar para usar.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

  • Cacimba do Padre

É uma praia grande que da de frente pro Dois Irmãos. Diferente das anteriores, essa tem alguma estrutura de bar e barracas. Você consegue alugar duas cadeiras e um guarda sol por R$50.

Na baixa temporada, quando a ilha é tomada pelos muitos swells, essa é a praia onde acontecem os campeonatos de surfe.

  • Praia do Boldró e do Bode

São duas praias lindas, mas pouco frequentadas pelos turistas. A primeira tem um acesso bem ruim. A estrada de pedregulhos e terra é íngreme e até o buggy sofre na subida. Mas essa praia é linda e tem um barzinho que vende bebidas e até comidinhas.

A segunda é super fácil de chegar e é onde tem a Pedra que eu amei ver o pôr do sol. Falo mais sobre isso adiante. No cantinho direito dessa praia, também fica uma piscininha super delícia que não costuma ficar cheia nessa época, mas como pegamos dias de swell, a piscininha se formou e foi uma delicia. Ah! Essa praia tem uma vista linda para o Dois Irmãos.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

  • Praia da Conceição

É a praia que fica ao lado do Bar do Meio e a que tem a melhor estrutura de bares, barracas e infra para quem gosta. Ela tem uma vista linda para o Morro do Pico e é um boa opção de lugar para o Pôr do Sol. Ah! Nessa praia mora uma tartaruga apelidada de Jurema. Quando os barcos de passeio param por ali, ela vai correndo ver se rola uma comidinha. Então já sabe. Viu os barcos de passeio do lado direito, pega o snorkel e vá procurar a Jurema.

  • Praia do Meio e Praia do Cachorro

Ficam uma ao lado da outra, exatamente do outro lado do Bar do Meio. Elas são praias bem parecidas e calminhas. Bem gostosas para quem quer nadar e ver peixinhos de snorkel.

Na Praia do Cachorro, do lado direto, é onde fica o famoso Buraco do Galego. Uma piscininha natural super pequenininha que ficou hiper famosa depois que bruna Marquezine e Neymar tiraram foto lá. Se você for mais adianta nas pedras, encontra a Lasca da Velha, uma formação rochosa que também forma uma piscininha e é um super point para tirar fotos.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custaNa primeira foto é o famoso Buraco do Galego e na debaixo, um cantinho na Praia do Cachorro

  • Praia do Porto

É uma praia que pouca gente dá bola, mas é uma das praias com mais vida marinha da Ilha. É dessa praia que saem todos os passeios de barco, o passeio da canoa havaiana e os mergulhos de cilindro.

É nela também que você vai poder ver dois grandes naufrágios que aconteceram por lá. O local é super legal para fazer snorkel, ver tartarugas e até tubarões.

  • Baía do Sueste

É uma das praias mais conhecidas da Ilha, pois foi lá que aconteceram os últimos ataques de tubarão. Essa praia é realmente o lugar onde teoricamente você encontra tubarões com a maior facilidade. O Alexandre viu um quando estávamos lá no ultimo dia. Mas ele viu no raso mesmo, com água batendo abaixo do joelho dele.

Essa praia faz parte do Parque Nacional Marítimo então é super protegida. Para mergulhar no canto direito dela, você precisa alugar colete para flutuar e não correr o risco de pisar nos corais que são preservados ali. É no canto direito também a maior incidência de vida marinha da praia.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

  • Praia do Leão

Uma praia lindíssima, que fica no mar de fora, ou seja, ela é um pouco mais agitada que as outras. Mas tem aquele tom de verde de cair o queixo e um plus a mais: ela é uma praia de desova de tartarugas, então, passeando por ela, você pode ver ovinhos, tartaruguinhas e até as tartarugas maiores indo desovar. Muito fofo!

Além dessas que são as principais e mais importantes praias da Ilha, você ainda vai passar por algumas praias menores, outras que você só chega a nado ou de barco e por outras em que você só pode olhar de longe e não pode descer na praia de fato por questões ambientais.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

PÔR DO SOL

Fizemos questão de ver o pôr do sol cada dia em um lugar diferente na ilha pra poder opinar aqui sobre o que achamos de cada um. Vou colocar aqui na ordem que eu mais gostei.

Pedra do Bode: Esse foi especial pra mim. Ele não é super conhecido então não fica hiper lotado, e como é no alto de uma pedra não cabe muita gente também. E a vista para o Dois Irmãos é de cair o queixo. A dica aqui é não chegar muito tarde. A pedra do Bode fica em uma trilhazinha (de 2 minutos, bem tranquila) a direita no estacionamento da Praia do Bode.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

Forte do Boldró: Esse também é lindo, mas é muito conhecido e fica muito cheio. O estacionamento lota, o espaço pra admirar a paisagem também. Chegue cedo e garanta seu spot. Ah! Leve repelente e uma canga pra sentar no chão. E não confunda forte do Boldró com Mirante do Boldró. Do Mirante vc não vê nada.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

Bar do Meio: Foi o nosso primeiro pôr do sol e foi muito gosto. Você vê a praia da Conceição, o Morro do Pico… é uma vista diferente dessas duas acima. Bem legal de ver. Sem falar que depois que o sol se põe começa uma musiquinha animada no bar e fica ainda mais legal.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

Praia da Cacimba: a vista também é pro Dois Irmãos, e eles estão ali, na sua cara. Você fica na areia, com a canga esticada, leva um cooler ou compra uma bebida na areia e curte o momento. É muito bonito.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

Forte da Vila dos Remédios: Esse é o único ponto que eu achei em que é possível ter uma vista do Morro do Pico e do Dois Irmãos. Tem uma ladeirinha cansativa pra chegar mas a vista é bem bonita.

Mergulhão e Praia do Porto: dos que eu fui foi o que achei menos bonito apenas porque o Porto não é uma região muito bonita. Mas a vista do por do sol continua sendo maravilhosa e o fato de você ter uma infraestrutura de restaurante lá é bem confortável.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

ONDE COMER

Os restaurantes em Noronha são simples mas a comida é muito gostosa. Não espere luxo, mas espere comida boa, atendimento caloroso e uma continha salgada. Nesses restaurantes abaixo a média de preço pra um jantar com entrada ou sobremesa + principal + vinho, era perto de R$300/R$350.

  • Pousada Teju-Açú: Acho que foi o restaurante que eu mais gostei aqui. Comemos frutos do mar e estava MUITO bom. Foi o jantar mais caro que fizemos.
  • Xica da Silva: Outro restaurante que gostamos muito. Sentamos na varanda e estava muito agradável. Pensamos até em repetir.
  • Cacimba Bistrô: Um dos mais famosinhos da Ilha. O pastel de lagosta é a sensação da casa. Tem um lounge simpático, mas evite ficar no salão por que o cheiro de fritura impregna.
  • Varanda: Restaurante que fica super escondido atrás do Trovão dos Mares. A comida também é muito boa. Não deixe de pedir o trio de chocolate ou a cocada mole de sobremesa. Comemos os dois estavam divinos. Assim como o Cacimba não recomendo sentar no salão por conta do forte cheiro de fritura.
  • Pousada da Morena: Foi a pousada que nos hospedamos. Almoçamos por lá dois dias e a comida estava uma delicia. As 6as feiras acontece um festival de ceviche que é super famoso na ilha.
  • Mergulhão: Ótima pedida pra ver o pôr do sol e comer alguma coisa. Foi o nosso segundo restaurante preferido. Além da vista linda, é badaladinho e a comida é deliciosa. Recomendo o peixe em crosta de castanha. Estava divino. (Faz reserva, inclusive pro pôr do sol, recomendo fazer!)
  • Bar do Meio: Outra boa pedida pra ver o pôr do sol e dar uma esticadinha. Nos comemos várias entradas e não pedimos prato principal, mas achamos tudo muito gostoso. Aliás, peçam o camarão no alho e óleo e o queijo coalho com melaço, nós adoramos! Aqui eles têm um esquema de consumação mínima em algumas mesas e bangalôs. Se você estiver com um grupo se informe sobre isso para poder reservar. Se estiver em casal, veja as mesas com a consumação mínima de R$300. Ou se não quiser pagar consumação, chegue bem cedo e garanta uma mesa bem localizada com vista para o show da natureza.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custaNossa mesa ma-ra-vi-lho-sa no Bar do Meio na hora do pôr do sol

Além desses nos indicaram também o restaurante da Pousada Maravilha, que é mais chiquezinho, o Mesa da Ana, que precisa de reserva com bastante antecedência e o festival de frutos do mar do Zé Maria. Esse último não foi unânime. Algumas pessoas amam, outras não acham que vale o preço. Não fomos a nenhum desses e todos eles são um pouco mais caros do que os que eu citei acima.

Uma dica boa aqui é chegar cedo nos restaurantes. A maioria dos deles não aceita reserva e partir das 20h todos eles lotam (exceto os que você vai pra ver o pôr do sol que lotam no horário do pôr do Sol e as vezes fecham cedo, como é o caso do Bar do Meio!). Se conseguir chegue por volta de 19h30 e não pegue filas.

De qualquer forma, pergunte na sua pousada se o seu escolhido faz reserva. Se ele fizer, ótimo, já peça pra eles ligarem e marcarem. Lembrem-se que em Noronha os programas começam super cedo, então a maioria dos restaurantes não fica aberta até muito tarde.

VIDA NOTURNA

Assumo que curti muito pouco o agito noturno de Noronha. A minha ideia era descansar, acordar cedo e curtir mais o dia do que a noite. Mas isso não significa que não sei as “boas” da ilha.

Aos domingos, o Bar do Meio promove uma festa com música ao vivo pós sunset. Eu curti muito, quando fomos tomou pagode das antigas e mesmo quem não ama o ritmo não passa ileso. Pós praia, clima gostoso, musiquinha animada…

As 4as, 6as e sábados acontece o famoso forró da Praia do Cachorro. Às 5as, tem reggae na Praia da Conceição (suuuuper bem falado!) e as 3as, o agito é no Ginga Bar. Atenção porque esse começa e termina cedinho.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custaHOTSPOTS DAS FOTOS

Aquele lugar imperdível para você fazer suas fotos perfeitas (e tradicionais) em Noronha. Selecionei alguns lugares que acho que você não pode deixar de ir se quiser “A” foto de Fernando de Noronha:

  • Mirante Dois Irmãos (se possível em um dia de sol, mar calmo e próximo ao meio dia);
  • “Mirante” entre Praia da Cacimba do Padre e Baía dos Porcos (segue a mesma indicação acima, pode até ir antes ou depois para fazer a foto perfeita);
  • Forte do Boldró ou Pedra do Bode (principalmente no Pôr do Sol);
  • Buraco do Galego (ele é famosinho então fica super lotado, mas sabendo fazer a foto é lindo demais. Sol de 12h e pós maré cheia!)
  • Bar do Meio ou Praia da Conceição para fotografar o Morro do Pico.
  • Piscina da Pousada da Morena ou da Pousada Maravilha (vocês podem pedir para conhecer a pousada e fazer a foto se quiserem!)
  • Piscina da Pousada Maravilha. É bonita também e vale o flash. (vocês podem almoçar lá e fazer a foto!)

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custaO QUE VESTIR

Noronha é uma ilha beeem praiana não espere luxo e sofisticação em nenhum lugar. Em 95% dos restaurantes você vê pessoas de chinelo, roupas de praia e sujas de areia – independente da hora do dia. Isso não é um big deal!

Para jantar os homens podem ir de bermuda e camiseta tranquilamente (e até de chinelo se gostarem e quiserem) e as mulheres não precisam nem colocar salto alto na mala. Rasteirinha é o máximo que você vai usar pra sair em Noronha.

 

COM BEBÊ E CRIANÇA PEQUENA, VALE A PENA?

Recebi muito essa pergunta por que deixei a Vic no Rio pra fazer essa viagem. Então, antes de ir achava que Noronha não era um lugar muito bom para ir com bebe. Agora, que fui, tenho certeza disso. Acho que foi uma decisão muito acertada da nossa parte ter deixado ela em casa. Claro que dá pra ir com criança mas acho que você vai ser obrigada a abrir mão de muitas coisas por lá, principalmente se for sua primeira vez na ilha. E era exatamente isso que não queríamos.

Se você está indo pela primeira vez, como foi o nosso caso, acho que um bebezinho poderia restringir muito a viagem.

Lá é um lugar mais rústico, com pouca estrutura nas praias, sem nenhuma estrutura em restaurantes (não vi nenhum trocador em nenhum restaurante e olha que eu procurei!) e de passeios mais “radicais”. Você precisa andar pra lá e pra cá em cima de pedras, fazer trilhas, sacolejar muito nas estradas… por isso acho que não é o melhor destino pros pequenininhos.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custaMas, MUITA gente leva. Eu perguntei pra umas 5 pessoas que estavam com bebe pequeno se era tranquilo, o que elas estavam achando e todas responderam exatamente a mesma coisa: dá pra trazer mas o ritmo muda e você não consegue fazer nem metade do que a ilha oferece. Apenas uma dessas, por exemplo, foi ao Sancho com o bêbe (o filhinho dela tinha 19 meses), desceu com ele no canguru e curtiu a praia, mas não ficou muito tempo pela falta de estrutura e sombra do local.

Ou seja, se você está indo pra Noronha pela 3a vez, já conhece a ilha, e não está preocupado em conhecer os hotspots, não liga de abrir mão de algumas (muitas) coisas… acho que não vai se importar em ir com bebe. Lembrando que essa é a minha opinião. Eu, Nathalia, não levaria o meu filho pequeno para lá por conta da falta de estrutura e programação inadequada para a idade dele.

Algumas considerações:

  • Bebês e crianças pequenas não podem andar de buggy (não vi fiscalização, mas ouvi dizer que tem);
  • A ilha tem apenas 1 médico e 1 hospital capaz de atender apenas casos sem gravidade, qualquer caso mais grave você precisará ser transferido para Recife;
  • Apenas 4 praias tem estrutura de barracas e restaurante/barzinho;
  • Quase todos os restaurantes tem Kids menu;
  • A cidade tem pouquíssima acessibilidade pra carrinho;
  • Os hotéis costumam ser muito simpáticos com bebês.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custa

DICAS GERAIS

  • Camisas com proteção solar são bem importantes. Principalmente para quem gosta de fazer snorkel, plana sub e as caminhadas e trilhas
  • Aqueles sapatinhos pra água ajudaram muito a gente em vários passeios. Recomendo que você leve o seu e deixe no carro pra usar sempre que sentir necessidade.
  • Se você alugar um buggy saiba que suas roupas vão naturalmente ficar imundas. Principalmente durante o dia. Recomendo que você traga pelo menos uma roupa de praia por dia.
  • Se você for na alta temporada reserve tudo com com antecedência: buggy, passeio de barco (se for privado) e passeio de canoa havaiana, principalmente. Do contrário as chances de você não conseguir marcar essas coisas é enorme.
  • Se optar por alugar um buggy peça para a pessoa entregar o carro no aeroporto, dessa forma você não precisa esperar o transfer para o hotel que pode demorar muito.
  • Depois que fizer reserva no seu hotel, entre em contato com eles e/ou com seu guia para ver a quantas anda a questão da marcação das trilhas. Se der para marcar a distância, já se organize para isso. Se não der, lembre-se que os dois primeiros dias você não vai ter nada marcado e programe-se para fazer os passeios que não precisam de agendamento no ICMBio ou conhecer as praias;
  • Dizem que a ilha não tem internet e que o celular não pega por lá. FALSO! Todas as pousadas tem wifi e o celular pega muito bem obrigada em grande parte da ilha. Dizem que a Tim e a Vivo são as melhores operadoras atualmente. Eu sou Claro e meu celular funcionou super bem. Assim como o wifi das duas pousadas que eu fiquei.
  • Sobre ataques de tubarão: os casos que aconteceram na ilha foram casos isolados e são raríssimos. Se você encontrar um tubarão (o que é bem comum) não se apavore, não tente espantar o bicho com nenhum tipo de apetrecho (tipo pau de selfie…) e obviamente, não tente colocar a mão nele. Nade calmamente para outra direção, tomando cuidado para não bater os pés próximo a ele ou assustá-lo.

coisas que amamos fernando de noronha dicas informações quanto custaAcho que é isso, ficou suuuuper completo esse roteirão de Fernando de Noronha. Tô orgulhosa! =) Espero que ajude vocês a organizar a viagem, fazer boas escolhas e claro a aproveitarem muito, tanto a viagem em si, quando o pré-viagem que também é uma delícia.

Se vocês quiserem curtir um pouquinho mais de Noronha, não deixem de assistir aos stories que estão salvos no destaque do meu Instagram. E só clicar aqui e procurar por Noronha 1 e Noronha 2. Tem tudo que eu vi e vivi lá nos meus 6 dias de viagem.

Viajamos em Outubro de 2018.

CqA TV, Cuba, Destinos, Varadero

CqA TV: Varadero – Cuba

07 mar 2017

Atenção, se você está no trabalho ou está vendo esse video em uma segunda feira, cuidado. Você pode morrer de desgosto ou de inveja! hahahahah Preparados para ver um pouquinho do nosso dolce far niente em Varadero, Cuba?

Como contei para vocês aqui, passamos 4 dias por lá e aproveitamos para descansar, relaxar e curtir muito a estrutura do hotel e a praia deliciosa que estava bem na nossa frente. Acho que nesse video vocês vão perceber que foi basicamente isso que fizemos.

Vocês estão por ai ainda ou desistiram de ver no meio do caminho? Que mar maravilhoso né? De dar água na boca… assumo que não esperava que fosse tão incrível assim.

Ah! Perceberam que nós amamos o pedalinho né? Ficamos várias horas nele andando pra cima a pra baixo, fazendo fotos, videos e passeando. Muito legal!

Se vocês gostaram desse video, não esqueçam de curtir e compartilhar com os amigos. E claro, se inscrevam no canal, agora temos videos toda semana com assuntos super variados.

PARA SABER MAIS SOBRE CUBA CLIQUE ABAIXO:
Tudo sobre Havana
Dicas e o que fazer em Varadero
CqA TV: Havana (video)

Cuba, Destinos, Varadero

Varadero | Cuba

23 jan 2017

coisas que amamos varadero cuba melia las americasAhhhh Varadero… só de falar já bate uma saudade e uma nostalgia tão grande. Que lugar lindo! Que vontade de voltar pra lá agorinha mesmo. Estive em Varadero por 4 dias, após sair de Havana, e foi o lugar perfeito para virar o ano e descansar.

Água turquesa hiper cristalina, areia branquinha, sol e mar. Precisa de mais? Varadero é tudo isso e fica a apenas 2h de carro da capital do país. Nada mal, né?

coisas que amamos varadero cuba melia las americas

Varadero é um balneário pertencente ao município de Cárdenas, na província de Matanzas. Se repararem no mapa acima, vão perceber que a cidade fica em uma península (Península de Hicacos). A cidade de Varadero possui aproximadamente 25km de praias paradisíacas e uma bela estrutura hoteleira para atender aos turistas.

A cidade é o segundo destino mais procurado no país, exatamente por ser a região turística de praia com a maior infra estrutura hoteleira. As outras praias que ficam mais próximas a Havana não tem hotéis e resorts e por isso funcionam mais como day tour para os viajantes. Uma opção para quem quer ir a Cuba e ver o mar sem precisar ir até Varadero.

Quando ir?

Certamente isso fará diferença na sua viagem, portanto, preocupe-se. Cuba é uma ilha que fica na rota de furacões do Caribe, por isso, evite ir para lá de julho a outubro. É nesse período que a região tem mais chuvas e os furacões podem acontecer.

As temperaturas são altas o ano todo, mas são mais amenas de novembro a abril. Época em que é a alta temporada. Fui em dezembro e peguei lindos dias de sol e calor.

coisas que amamos varadero cuba melia las americasComo chegar?

Saindo do Brasil, você pode chegar em Havana com facilidade voando com a Copa Airlines, que faz escala no Panamá (e foi a companhia que eu usei). Outra opção é a LATAM, parando em Lima ou a Avianca que faz escala em Bogotá.

Se estiver indo dos Estados Unidos a American Airlines voa para lá e da Europa, tem a KLM que também faz vôos para a capital cubana.

Quem preferir, existem alguns vôos direto para Varadero. Em geral eles saem de outras cidades do Caribe ou grandes hubs da região como Panamá e Bogotá.

O trecho Havana-Varadero, de aproximadamente 2h, pode ser feito de táxi por uns 80 CUCs (mais ou menos 80 euros). Acho que vale a pena, até porque cabem até 4 pessoas no taxi ou seja, não fica tão caro por pessoa. Esse valor você pode negociar com o taxista que for te levar e pode pechinchar se pedir para ele ir te buscar também. (Em geral eles adoram esse tipo de proposta pois não tem muitas condições de visitar a cidade vizinha, então, usam o turista como desculpa para conhecer esse outro destino).

Outra opção é ir de carro alugado. Eu nem cogitei isso, mas quem faz diz que é tranquilo. De fato as estradas são ótimas e super bem sinalizadas, mas acredito que o custo x benefício do aluguel de carro não seja tão vantajoso quanto o de pegar um taxi ou um transfer.

coisas que amamos varadero cuba melia las americasVisto

Brasileiros precisam de visto para entrar em Cuba. Se você viajar pela Copa Airlines, a empresa mesmo providencia para você, no aeroporto de saída do Brasil. Apesar de ter ido de Copa, não utilizei esse esquema deles pois fechei a viagem com uma agência que agilizou o serviço para mim.

Se você estiver voando de Avianca ou LATAM, eles providenciam na sua cidade de escala, seja Bogotá ou Lima. Mas confirme essa informação antes com a companhia aérea pois isso pode mudar a qualquer momento. Essa opção custa U$20 por passageiro/visto.

Para você tirar o visto por conta própria, você precisa solicitar ao consulado cubano a sua “tarjeta turística” presencialmente (se morar em São Paulo, Brasília, Manaus ou Salvador) ou via Correios. Caso opte por fazer pelos correios, faça sua postagem com pelo menos 1 mês de antecedência para não correr o risco de atrasar e perder a viagem.

Lembre-se que o visto só pode ser solicitado depois que você estiver com as passagens de ida e volta compradas e com os hotéis reservados. Além disso, você vai precisar dos seguintes documentos:

Pedido presencial

  • Passaporte
  • Cópia da passagem de ida e volta
  • Formulário de requerimento preenchido
  • Dinheiro em espécie para pagamento da taxa do visto

Pedido via Sedex

  • Cópia das páginas 2 e 3 do passaporte
  • Cópia da passagem de ida e volta
  • Formulário de requerimento preenchido
  • Comprovante de depósito das taxas do visto e de envio

O visto presencial costuma ser o mais barato e custa algo em torno de R$65. Se pedir via sedex, os preços aumentam e você paga R$166 + a taxa de envio no valor de R$50. O visto é válido por 30 dias após a entrada no país e pode ser prorrogado por mais 30 dias.

coisas que amamos varadero cuba melia las americasVacina

A vacina de febre amarela não é obrigatória para entrar em Cuba, porém, quem fizer escala no Panamá, pode levar seu certificado internacional para garantir. Hoje, há dúvidas se realmente há ou não necessidade de apresentar seu certificado internacional de vacinação na Cidade do Panamá. Eu não precisei, mas estava com o meu certificado em dia e em mãos.

Se você não tirou e quer tirar o seu certificado e tomar a sua vacina, veja esse post. Nele você encontra todas as informações necessárias sobre a Vacina de Febre Amarela.

Seguro Viagem

É obrigatório ter um seguro viagem para entrar em Cuba. Como sempre falo por aqui independente de onde você vá, na minha opinião, é imprescindível ter um seguro. É o famoso “Vai que…”. Muita gente usa o do cartão de crédito e eu já falei sobre os prós e os contras aqui e não sou muito fã.

Hoje em dia, recomendo e uso esse site aqui, que é um comparador de preços e coberturas. Já há alguns anos fecho com eles e gosto muito. Agora, eles são parceiros do blog, então, confio ainda mais.coisas que amamos varadero cuba melia las americasMoeda/Câmbio

Cuba tem duas moedas correntes, uma para os turistas (CUC) e outra para os locais (CUP). No entanto, a moeda oficial do país é o peso cubano (CUP).

Há uma enorme diferença de preço entre elas. Enquanto o CUC vale aproximadamente 1 euro, o CUP vale mais ou menos 25x menos que o dolar. Inacreditável, né?!

Dica: Levem euros para trocar por lá, os dólares apesar de aceitos, tem uma taxa extra de 10% na hora da conversão. | Outra dica é trocar as moedas logo no Aeroporto na loja de cÇâmbio do governo, Cadeca. Apesar de estarem espalhadas por toda a cidade, elas tem muita fila e a do aeroporto foi a mais vazia que encontrei pela cidade.

Cartões de crédito quase não são aceitos por lá, portanto, calcule isso quando for fazer a sua troca de moedas e não conte com os cartões.

A região de Varadero tem muitas opções de hospedagens para todos os gostos e bolsos. Nos optamos por um hotel que eu sabia que tinha uma localização na praia muito boa e achei que exatamente por isso ele valeu super a pena.

Melia Las Américas

Optamos por esse hotel por dois motivos: a praia na frente dele e o fato de ser uma rede conhecida. Acho que acertamos na escolha. A praia era imbatível. Caminhei um pouco pelas praias próximas e acho que a do Meliá Las Américas era disparada a melhor.

Além do buffet tradicional de all inclusive o hotel oferecia ainda outros 4 restaurantes a la carte. Como fomos na altíssima temporada (que é o reveillon) não conseguimos conhecer todos, mas o japonês foi o nosso preferido junto com o restaurante da piscina que serve uma lulinha a milanesa dos deuses.

coisas que amamos varadero cuba melia las americas A piscina foi um caso de amor a parte. Apesar da água MUITO fria, eu adorei ter mergulhado, aproveitado a “jacuzzi” interna dela e claro, as muitas lindas fotos que ela me proporcionou. Além dessa piscina principal o hotel ainda oferece uma piscina menor onde aconteceu a festa de réveillon do hotel.

Ah! A estrutura de lazer do hotel é muito legal. Além de você poder alugar caiaque, pedalinho e barquinho a vela (tudo incluído no preço), eles tem uma “lojinha” onde você pode alugar (de graça também) jogos, tacos de golfe para usar no campo ao lado, boias e etc. Bem interessante.

Last but not least… a estrutura. O hotel, como era de se esperar em Cuba, é antigo. Mas isso não significa que é ruim. Achei o quarto muito bom e confortável, pra falar a verdade. Mas você vê que é um hotel que precisa de uma reforma. Se eu voltasse a Varadero, provavelmente ficaria nele novamente, pois qualquer problema que ele tenha pode ser apagado por um banho de mar delicioso, naquela água incrível.

coisas que amamos varadero cuba melia las americas coisas que amamos varadero cuba melia las americasOutros bons hotéis que me indicaram por lá foram: Royal Service at Paradisus Princesa del Mar Resort & Spa | Paradisus Varadero | Royalton Hicaco | Meliá Peninsula | Iberostar Península | Riu Varadero.

Assumo que não tenho a menor condições de indicar mil coisas para vocês fazerem. Passei meus dias por lá relaxando na praia, andando de pedalinho e caiaque, nadando naquela água turquesa, caminhando na praia, mergulhando na piscina e comendo. hahahahah

Não fiz muita coisa além disso. Mas a minha grande dica aqui é: se o mar estiver como uma piscininha aproveite para fazer qualquer passeio ou atividade aquática que te interessar. Pegamos um dia de vento por lá que mal dava para entrar no mar.

coisas que amamos varadero cuba melia las americascoisas que amamos varadero cuba melia las americasO hotel que nos hospedamos fica coladinho na Mansión Xanadú, o que é legal pois é uma opção pertinho e bacana de lugar para conhecer. Além de ser um escape pra quem cansar da comida do hotel. Você pode ir até lá jantar ou almoçar já que eles tem um restaurantinho aberto ao público. No mesmo terreno da Mansión tem um campo de golfe para os amantes do esporte. Os hóspedes do Melia Las Americas podem jogar, se quiserem.

Pra quem gosta de passear e conhecer outras coisas, de Varadero existem vários passeios para Cayo Blanco. Eu não fiz porque assumo que as fotos não me encantaram. Mas teria sido legal ir apenas para conhecer do Delfinario, local onde você nada com golfinhos e interage com eles. Tudo bem, deixo essa atividade para uma próxima oportunidade.

coisas que amamos varadero cuba melia las americascoisas que amamos varadero cuba melia las americasOutro passeio que nos ofereceram lá na praia do hotel mesmo, no centro de esportes náuticos, foi um passeio de veleiro para fazer snorkel e ver peixinhos. Era um passeio bem mais barato e curtinho, que saia da praia a hora que você quisesse. Super prático.

Todos esses passeios você pode fechar diretamente no hotel. Lá eles tem uma agência que organiza tudo e oferece diversos tour para os hóspedes.

Last but not least… você pode conhecer Matanzas, a Veneza cubana. Preferimos curtir mais algumas horas de praia do que passear pela cidade, mas pra quem quiser, ela fica no percurso Havana-Varadero e parece ser uma cidadezinha muito simpática. Inclusive, na estrada, você irá passar pela ponte Bacunayagua, a mais alta do país, com 110m de altura. Próximo a ela tem um mirante, se você estiver de carro, taxi ou transfer privado você pode parar e admirar a vista dali.

coisas que amamos varadero cuba melia las americasE ai? O que acharam de Varadero? A cor da água, a temperatura, a areia fofinha, e o fato de ser uma das praias mais cristalinas que eu já vi me deixou completamente apaixonada.

Espero que esse post te deixe morrendo de vontade de conhecer esse pequeno paraíso perdido no tempo e em Cuba, e claro, te ajude a organizar sua viagem para lá!

>> Para saber mais sobre Cuba e Havana, clique aqui.

Brasil, Destinos, Lençóis Maranhenses

Lençóis Maranhenses | Brasil

12 set 2016

Quem me conhece já sabe, só preciso de uma desculpa (e alguns dias de férias ou feriadão) para dar um jeito de arrumar as malas e viajar. Agora, durante o período olímpico, o Rio teve vários feriados, e aproveitei alguns desses dias para conhecer um paraíso perdido no nordeste brasileiro: os lençóis maranhenses.

Assumo que o lugar estava longe de ser número 1 na minha lista de destinos para visitar, mas não resisti ao saber que agosto era uma excelente época para ir e que as passagens de milha estavam a preço de banana. Destino decidido. Partiu Lençóis.

O Parque dos Lençóis Maranhenses

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é uma unidade de conservação brasileira de proteção integral à natureza localizada na região nordeste do estado do Maranhão. O território do parque, com uma área de 156 584 hectares, está distribuído pelos municípios de Barreirinhas, Primeira Cruz e Santo Amaro do Maranhão. O parque foi criado com a finalidade de “proteger a flora, a fauna e as belezas naturais, existentes no local”.

Inserido no bioma costeiro marinho, o parque é um exponente dos ecossistemas de mangue, restinga e dunas, associando ventos fortes e chuvas regulares. Sua grande beleza cênica, aliada aos passeios pelos campos de dunas e à possibilidade de banhar-se nas lagoas, atraem turistas de todo o mundo, que visitam o parque durante o ano inteiro. | Fonte: Wikipedia.

separadores viagemQuando ir

Acho que diferente da maioria dos lugares, saber exatamente quando ir é a coisa mais importante na hora de você planejar a sua viagem para os Lençóis. Ir na época da seca das Lagoas, não vai ter nenhuma graça.

Por isso eu já adianto: a melhor época é de junho a agosto. Mas claro que isso depende totalmente das chuvas da região. Eu fui em agosto e várias Lagoas estavam mais vazias. Ou seja, isso é muito relativo. Uma boa dica é dar uma olhada no site do Parque dos Lençóis. Eles costumam dar a informação das lagoas que secaram, das que estão cheias, do período de chuvas…

O pessoal de lá, recomendou muito que a gente fosse em maio para conhecer o local com as lagoas beeeem cheias. Porém, maio é época de chuvas e é exatamente por isso que as lagoas ficam cheias. Não sei se vale a pena arriscar ir pra lá e pegar uma semana de chuvas.

lencois-maranhenses-barreirinhas-coisas-que-amamos-viagem-maranhao-brasil-dicas-002Quanto tempo ficar?

Acho que essa resposta depende muito do seu estilo de viagem. Na minha opinião 3 dias inteiros funcionariam bem para você fazer todos ou quase todos os passeios legais que tem por lá:

Dia 1: Sobrevôo + Lagoa Bonita com pôr do Sol
Dia 2: Quadriciclo (ou passeio pelo Preguiça pra quem for menos radical)
Dia 3: Bate e volta em Atins ou Santo Amaro.

Acho que funcionaria super bem dessa forma. Você faz tudo que tem de melhor por lá, e ainda consegue ir num feriadão ou tirando poucos dias de férias.

lencois-maranhenses-barreirinhas-coisas-que-amamos-viagem-maranhao-brasil-dicas-004Como chegar

Chegar aos Lençóis é uma missão cansativa. Pelo menos eu achei. São 3h horas de vôo direto (saindo do Rio) e mais 4h de carro para chegar a Barreirinhas, uma das cidades que fica mais pertinho do Parque Nacional dos Lençóis.

Os vôos são super fáceis né… até São Luis, no Maranhão, a Gol, a LATAM e a Azul levam numa boa. Tem vôos diretos e vôos com escala partindo de todo o país. De lá até Barreirinhas é que o bicho pega.

Existe um ônibus que sai uma vez por dia de São Luis para Barreirinhas e vice-versa.É um ônibus da empresa BRTur. Esse ônibus tem um custo de R$60 por perna, por pessoa. Se os seus horários se encaixam no horário do ônibus, essa é a melhor opção para ir e vir para a cidade. Caso contrário, você terá que fazer um transfer privado que vai custar uma grana. O seu hotel pode organizar isso para você. Mas já adianto, vai ser caro. Cada perna custa em média R$350. No carro cabem 4 pessoas (com pouca mala) e o motorista.

Outra opção é alugar um carro. Eu nem cogitei, mas acho até que pode ser bom. Inclusive para você ir e vir dentro da cidade caso queira conhecer um pouco mais. Apesar de ter muito taxi e o preço das corridas serem tabelados (e bem honestos), alugar um carro pode ser uma opção. Eu recomendo o aluguel nesse site aqui.

comissão rentcars

Seguro Viagem

Como eu sempre falo por aqui, acho fundamental viajar com seguro. Viajar pelo Brasil é bom porque muitos planos de saúde são nacionais e acabam cobrindo a pessoa em outros estados e cidades. Mas se o seu plano não cobre outras cidades, veja aqui nesse site aqui algumas opções e a comparação de preços e coberturas de várias empresas.

Sempre fechei meus seguros com eles e nunca tive problemas. Hoje, eles são parceiros do blog e eu confio de olhos fechados. Vale lembrar, que se você fizer um seguro por aqui (ou clicando no banner da barra lateral) eu ganho uma pequena comissão e isso não aumenta o custo em nada para você.

Onde ficar

Como vocês podem imaginar Barreirinhas é uma cidade simples que cresceu em função do turismo. Como a cidade é uma das principais bases para quem quer conhecer o Parque dos Lençóis ela acabou expandindo e se tornando uma cidade bem turística. Mas nem por isso perdeu sua essência e simplicidade. Podemos identificar claramente isso nos hotéis.

Eu fiquei na Pousada Encantes do Nordeste e ela foi perfeita para o que eu queria. Boa estrutura, atendimento bacana, comida deliciosa e pertinho do Rio. Uma delicia! Exatamente o que se espera de uma pousada no Nordeste.

O quarto que eu fiquei era bastante confortável, com TV, ar condicionado, um bom chuveiro, aquela cama macia e energia solar. Legal né? A pousada oferece uma estrutura boa para um local como Lençóis. Piscina + chuveiro + espreguiçadeiras na beira do Rio. Precisa de mais o que?

Por último vou falar da comida, que na minha opinião, foi um dos pontos mais positivos. O restaurante do hotel era delicioso. Tão bom que comemos lá diversas vezes entre almoços e jantares. E o preço bem razoável… similar ao dos restaurantes do centro de Barreirinhas. Justo. O café da manhã também era uma delicia, sempre com ovinho e tapioca fresca. Melhor impossível. Ou seja, fiquei bem satisfeita com a pousada, principalmente pelo custo x benefício dela.

Mas lá perto tem várias opções de hotéis. Ao lado da Encantes fica o Gran Solare, que é um esquema mais resort, mais hotel. Outra opção boa. Uns amigos se hospedaram lá e gostaram bastante. Dizem que a melhor opção na cidade é o Porto Preguiças. O hotel me pareceu muito e todas as resenhas são ótimas. Também é uma opção para quem está querendo algo mais moderninho.

Mais perto da cidade tem a Pousada Paraíso dos Lençóis, que é a mais bem avaliada da cidade e tem nota acima de 9 no Booking e ótimas avaliações no TripAdvisor. Ainda no centro pertinho de tudo, tem a Pousada do Buriti que também é super bem avaliada e tem uma estrutura bacaninha. Outra opção central, porém um pouco mais simples, é a Pousada D´Areia. Fica a poucos passos do centro e é uma opção interessante para quem quer gastar menos.

comissão booking hotel grande

O que fazer

Sem dúvidas o programa principal da cidade é conhecer o Parque dos Lençóis e suas dunas e lagoas. Mas a coisa não se desenvolve apenas assim… são diversos passeios para todos os gostos e bolsos.

Eu fiz todos os meus passeios com a Lotus Turismo e fiquei super satisfeita. Os passeios são ótimos, os guias manjam tudo dos lugares e o preço é totalmente compatível com as outras agências.

Lagoa Bonita com pôr do sol: Esse foi um dos passeios mais bonitos que eu fiz por lá. Você sai umas 14h e vai em uma jardineira (aqueles carros com bancos altos na parte de trás) até a entrada do Parque. De lá, sobe uma duna gigantesca e já fica embasbacado com a vista. Daí em diante o programa só melhora. Você dá um passeio pelas dunas, desce na Lagoa Bonita (que tem que estar cheia para vale a pena de verdade) e continua andando e mergulhando até mais ou menos a hora do pôr do sol. Quando chega essa hora você apenas sente e admira essa linda visão do sol descendo atrás das dunas. É lindíssimo.

img_6112lencois-maranhenses-barreirinhas-coisas-que-amamos-viagem-maranhao-brasil-dicas-005Passeio de barco no Rio Preguiça:  Você pega uma lancha rápida e vai passeando pelo Rio Preguiça. Conhece a vegetação, vê alguns animais e para um local para ver macacos prego e as mini-dunas. Dalí segue para um forte para ver a paisagem e termina o passeio em Camburé um local onde o Rio encontra o Mar. Você pode mergulhar tanto no lado do mar quanto no lado do Rio. Almoça por aí e depois volta para o seu hotel. Esse foi o passeio que achei mais desnecessário e ele é suuuper famoso por lá.

lencois-maranhenses-barreirinhas-coisas-que-amamos-viagem-maranhao-brasil-dicas-017lencois-maranhenses-barreirinhas-coisas-que-amamos-viagem-maranhao-brasil-dicas-009Sobrevôo: Esse deve ser o passeio mais lindo da região. A AVA é a empresa que faz o sobrevôo nos Lençóis em pequenos aviões. Deixe para marcar em cima da hora e acabei não conseguindo horário, mas acho que vale super a pena fazer sim. Quem animar e não tiver medo dos aviõezinhos não deixe de fazer. A paisagem lá de cima deve ser linda demais.

Resultado de imagem para sobrevoo barreirinhasQuadriciclo: Esse é menos famoso mas é suuuuper interessante. Se você fizer o quadriciclo, não precisa fazer o passeio de barco pois o trajeto é praticamente o mesmo, com a diferença de que o barco vai pelo Rio e o quadriciclo pelas dunas e praias da região. Infelizmente não consegui fazer isso, mas todo mundo que fez indicou muito e adorou esse passeio. Ele custa aproximadamente R$300 por quadriciclo (que cabem 2 pessoas).

Atins/Santo Amaro: Esses passeios de bate e volta para as cidades vizinhas são legais de fazer quando as Lagoas perto de Barreirinhas não estão tão cheias, e as outras estão. As agências levam e trazem fazendo bate e volta e o passeio é bem legal. Nós fomos a Santo Amaro que as Lagoas estavam bem cheias e pudemos curtir um pouco mais do que em Barrerinhas. Valeu a pena para curtir mais as Lagoas em si e o que a região oferece em termos de turismo.

img_6125lencois-maranhenses-barreirinhas-coisas-que-amamos-viagem-maranhao-brasil-dicas-019lencois-maranhenses-barreirinhas-coisas-que-amamos-viagem-maranhao-brasil-dicas-020DICA: Evitem, se possível, ir para as Lagoas que estão mais cheias nos finais de semana. Elas ficam lotadas de locais e acabam como uma praia cheia em um dia de domingo. Consequentemente isso acaba um pouco com o encanto do lugar.

Onde comer

Independente de onde você vai comer peça frutos do mar. Por lá eles estão sempre fresquinhos e deliciosos.

Bambaê: Foi o meu restaurante preferido. Fica no meu hotel, mas é aberto para não hospedes também. Além da comida maravilhosa, achei o preço super honesto. A variedade de comida também era boa e agradava gregos e troianos. Um casal comia bem (sem bebeida alcoólica) por R$85/R$100.

img_6116A Canoa: Foi um dos restaurantes que experimentei no centro de Barreirinhas. Por lá a maior indicação é o camarão com abacaxi ou côco. É o prato mais vendido da casa.

O Bambu: Outra opção no centrinho da cidade. Nesse restaurante eu pedi a moqueca com pirão, arroz e farofa. Estava dos deuses.

Camburé: na praia de Camburé você vai ter várias opções de restaurantes. Seu guia do quadriciclo ou se barqueiro irão indicar onde você pode/deve comer. Os preços são tabelados e os cardápios bem parecidos. Por isso, não se preocupe com isso. Só lembre-se que se você for comer um peixe e quiser um filé, é fundamental você deixar isso bem claro. Comer os peixes inteiros é super comum por lá, ok!?

O que vestir

Taí um item que eu não costumo incluir nos meus posts de viagem, mas acho que pra esse é super importante. O local é super simples então o chinelo será seu melhor amigo. Esqueça a existência de saltos, maquiagem e roupas de luxo. Eles serão totalmente dispensáveis por aqui.

Para o passeio de quadriciclo recomendo muito que você vá com aquelas roupas com proteção solar ou então com blusa de manga comprida. O passeio é longo e você fica exposto no sol o tempo inteiro. Não esqueça o boné e muito protetor solar.

Para os outros passeios, roupas de praia tradicionais (que possam molhar), short, saídas e blusas. Além de biquínis, maiôs e sungas, claro. Afinal, as lagoas estão lá nos esperando para dar uns bons mergulhos.

lencois-maranhenses-barreirinhas-coisas-que-amamos-viagem-maranhao-brasil-dicas-008lencois-maranhenses-barreirinhas-coisas-que-amamos-viagem-maranhao-brasil-dicas-018


Agora sim! Você já está preparado para curtir mais esse paraíso no nosso Brasilzão! Anote as dicas e boa viagem. Tenho certeza que você vai adorar!

Se você curtiu esse post, não deixe de compartilhar e passar para os amigos que vão ou estão querendo conhecer os Lençóis. Isso vai deixá-los ainda mais animados! =) Boa viagem!

comissão booking hotel minicomissão real seguro minicomissão rentcars carro mini

Colômbia, Destinos, San Andres

San Andrés | Colômbia

09 maio 2016

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas johnny cay 8Há algum tempo se ouve falar sobre os “novos Caribes”. O venezuelano, que abriga Los Roques e o colombiano, que conta com a as Ilhas Catalinas, são os mais famosos. Aproveitei o feriado de Tiradentes, que esse ano caiu em uma quinta-feira e emendei para curtir um pouquinho a tão falada ilha de San Andres, na Colômbia.

A ideia era descansar, dar uns bons mergulhos naquele mar caribenho de 7 cores (como ele é conhecido), comer bem, descansar, dar um check em mais uma país (porque ninguém é de ferro! hahahah) e curtir a companhia da minha mãe, que foi quem viajou comigo. Em San Andres você tem tudo isso e muito mais.

mapaA ilha de San Andres tem apenas 26km² e não está sozinha. Ela faz parte de um grupo de 3 ilhas: San Andres, Providência e Catalina. Apesar de estar a pouco mais de 200km da Nicarágua, ela pertence a Colômbia, que fica a mais de 700km de distância. Desde Cartagena o vôo dura pouco mais de 1h20, se voar do Panamá em menos de 50 minutos você chega ao paraíso.

Ao todo, a ilha tem aproximadamente 88 mil habitantes e a língua falada por lá oficialmente é o espanhol, mas é muito comum ouvir os nativos conversando em criollo (uma mistura de inglês e francês). Se você não fala nenhuma dessas linguas, não precisa se preocupar, o português é super bem aceito por lá (principalmente pelo número crescente de brasileiros que visitam a ilha) e claro, em locais turísticos, é possível conversar em inglês também.

Sem Título-1

Quando ir?

Assim como qualquer ilha do Caribe é bem difícil prever o clima por lá. Quando fui, a previsão do tempo dizia que todos os meus dias seriam bem chuvosos e depois de 6 dias inteiros só peguei 15 minutos de chuva no último dia da viagem quando já estava me arrumando para ir para o aeroporto (ufa! ainda bem!). Ou seja, bem complicado basear a sua viagem na previsão do tempo.
san andres colombia coisas que amamos viagem dicas previsão do tempoDe qualquer forma, o primeiro semestre é o mais indicado para visitar a ilha pois há uma tendência maior de temperaturas altas, menos vento e menos chuva. A temperatura média anual na ilha é de 27ºC. Os meses de junho e julho são os que mais ventam (e isso pode atrapalhar alguns passeios que deixam de funcionar por conta do vento). Já os meses de outubro e novembro são os que o mar tende a ficar mais calmo e com temperaturas mais altas.

Vale lembrar que San Andres não está na rota de furacões, mas no período de 1º de junho a 31 de novembro (época em que é declarada oficialmente a temporada dos furacões) a ilha pode ser afetada com chuvas e ventos atípicos por conta de possíveis tormentas no mar ou em locais próximos. Para saber mais sobre isso veja esse post aqui.

Como chegar?

Hoje em dia é beeeem fácil chegar a San Andres, o que não faltam são ofertas de vôo. Se vier do Brasil há diversas opções de vôos da Copa Airlines e da Avianca (que fazem escala no Panamá e em Bogotá respectivamente) que são as companhias aéreas que voam com mais frequência para lá. Mas a TAM e suas parceiras também levam.

Se estiver pela Colômbia mesmo, pode ver com Viva Colômbia que é a companhia aérea low cost deles. O esquema é o mesmo das cias aéreas lá de fora, portanto, fique atento a questão da bagagem e mala de mão para não ter que pagar taxa extra na hora do embarque.

TESTE

Visto e vacinas

Para ir a Colômbia os brasileiros não precisam de visto. Basta estar com o passaporte em dia ou com a carteira de identidade atualizada. Atenção: Só são validas carteiras de identidade recentes (expedidas nos últimos 10 anos, em geral). Carteira de motorista (CNH) não vale como documento oficial para entrar em nenhum país do Mercosul.

Nenhuma vacina é obrigatória, porém, se o seu vôo faz escala no Panamá e você pretende sair de dentro do aeroporto é bom você estar com a vacina de febre amarela em dia e com seu cartão de vacinação internacional emitido pela Anvisa em mãos. No Panamá essa vacina costuma ser exigida. Não dê bobeira! Para saber mais sobre a vacina de febre amarela, veja esse post aqui.

A única coisa que é imprescindível para entrar em San Andres é o comprovante de pagamento da taxa cobrada pela ilha. Você vai precisar desse papel para entrar e sair de San Andres. Seja para voltar para casa ou para visitar Providência (a ilha vizinha). Tenha sempre ele em mãos e cuidado para não perder.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas vistoO documento que autoriza a sua entrada em San Andres.

Seguro Viagem

Para entrar na Colômbia você não é obrigado a apresentar nenhuma comprovação de que tem um seguro de viagem, como é feito na Europa. Porém, como sempre falo por aqui independente de onde você vá, na minha opinião, é imprescindível ter um seguro. É o famoso “Vai que…”. Muita gente usa o do cartão de crédito e eu já falei sobre os prós e os contras aqui.

Hoje em dia, recomendo uso esse site aqui, que é um comparador de preços e coberturas. Já alguns anos fecho com eles e gosto muito. Agora, eles são parceiros do blog, então, confio ainda mais.

coisas que amamos comissão real seguros

Moeda/Câmbio

A moeda corrente na Colômbia é o peso colombiano (COP), mas é uma moeda muito difícil d achar no Brasil. Nós levamos dólares e trocamos por pesos colombianos no Bancolômbia. A taxa era bem favorável. Fizemos as contas e esse câmbio era o melhor quando fomos.

No hall do hotel era possível trocar o dinheiro também e por incrível que pareça a conversão mudava pouquíssimo de lá para o Banco, por isso, pergunte no seu hotel se eles fazem e veja se vale a pena enfrentar a fila e todos os procedimentos do banco para trocar a moeda. Atenção: Leve o passaporte original caso opte por trocar dinheiro no banco. O documento é exigido e sem ele você não consegue trocar a moeda.

Troque no aeroporto somente o necessário para pegar um táxi e sobreviver até conseguir trocar mais dinheiro. As taxas por lá são mais altas e não vale a pena.

A dica para fazer a conversão mais rápida para os reais é tirar os 3 últimos números e colocar mais 20%. Você chega num valor aproximado em reais. Exemplo: COP 25.000 = 25 + 20% = R$30. Deu pra entender?

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas 1A fila do Bancolômbia enquanto esperávamos a nossa vez para fazer o câmbio.

Segurança/Polícia

Durante todo o tempo em que estive em San Andres me senti muito segura. Andava com a máquina pendurada no pescoço, deixava as coisas na areia enquanto ficava horas no mar (claro que estava de olho, mas no Rio não faria isso, por exemplo) e andava à noite pra cima e pra baixo com muita tranquilidade.

Todos os moradores de lá me disseram que a cidade era bastante segura e que eu não deveria me preocupar com isso. Porém, aconteceu um incidente que me deixou meio “nervosa”. Eu e minha mãe fomos paradas por uma moto da polícia no meio da estrada em um lugar totalmente vazio. Na hora gelei e achei que eles iam nos roubar ou pedir qualquer tipo de suborno, mas pelo contrário, eles foram uns amores e pediram que a gente guardasse a mochila que estava na caçamba da mulita pois lá também existem roubos. Foram de uma educação e delicadeza sem fim, e claro, imediatamente, colocamos os pertences para onde estávamos.

Como um todo achei a cidade super segura e minha única recomendação é: cuidado com possíveis furtos. Deixe seus pertences perto de você e certamente você vai evitar qualquer transtorno nesse sentido.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas ghl sunrise hotel 4 san andres colombia coisas que amamos viagem dicas ghl sunrise hotel 3A piscina e a praia do GHL Sunrise, o hotel que eu fiquei.

Onde ficar em San Andres?

Essa é uma questão que pra mim foi bem fácil de resolver. Eu queria liberdade para fazer as coisas, experimentar lugares, ir e vir… por isso optei por ficar no centro e em um hotel que não era all inclusive. Acho que San Andres, diferente de Punta Cana, por exemplo, rende mais se você não se prender o dia inteiro no hotel.

Eu fiquei no GHL Hotel Sunrise. Um hotel no centro com excelente custo x benefício. Achei a localização perfeita, a piscina sob o mar era incrivelmente deliciosa e a vista do quarto linda de morrer. O que eu achei ruim foi: meu quarto e banheiro tinham um cheiro muito ruim (no quarto era cheiro de mofo, no banheiro de esgoto) e a água quente não era uma coisa comum. Mas esse último problema descobri que era um defeito da ilha mesmo, aparentemente vários hotéis tem essa mesma questão. No geral, achei que valeu ter ficado lá pela comodidade e pelo preço.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas ghl sunrise hotel 1san andres colombia coisas que amamos viagem dicas ghl sunrise hotel 2O quarto e a vista da varanda que além da piscina, alcança o Acuário lá no fundo.

Como a ilha é muito simples, não é tão fácil achar um hotel de luxo ou hotel boutique que junte a boa localização, o preço e o conforto. Então, se você vai para lá, vá se preparando para ir para um local simples, que apesar de já ter muito turismo ainda tem muito a ser explorado. Não imagine grandes resorts, hotéis de rede americana ou coisas do tipo. Isso não tem por lá.

No centro a outra boa opção de hospedagem que eu vi, inclusive que era a minha primeira opção quando eu fui (mas que estava lotado pro período da minha viagem) foi o Casablanca. Hotel mais bonitinho, super bem localizado de frente para a praia, com piscina, restaurante… Eu cheguei a entrar e ver, é bem bacaninha. Ainda no centro o hotel El Dorado, que não tem vista para o mar me pareceu bem interessante também.

Hotel Casablanca | Fotos: Booking.com

Fora do centro você vai encontrar mais opções, porém, como eu falei acabam te prendendo um pouco ou você fica com um carrinho de golf ou mulita alugado todo o tempo e dirige para cima e para baixo. Um dos que mais chamou a minha atenção foi o MS San Luis, eu vi pela praia e achei lindo. Já o Casa de Las Palmas, foi o único Hotel Boutique que achei realmente bacana, mas não curti muito a localização dele que é beeeem no meio da ilha. O Sunset Hotel é outro que fica fora do bafafá mais ainda assim parece ser interessante.

Decameron Los Delfines | Fotos: Booking.com

Se você não liga para essa coisa do all inclusive, então, talvez a rede Decameron seja para você. Eles são a maior rede de hotéis da cidade e todos tem esse esquema de incluir todas as refeições e bebidas no valor que você pagar pela sua estada. A rede tem ao todo sete hotéis espalhados pela ilha, incluindo dois no centro. O que me chamou mais atenção foi o Decameron Los Delfines, que apesar de ser um hotelzão segue uma linha um pouco mais intimista. Os outros dois que me pareceram bacanas foram o Decameron Marazul e o Decameron Isleño.

comissão booking hotel grande

dia a dia e comidinhas

O que fazer?

San Andres é uma ilha pequena, mas cheeeeia de coisas bacanas para se fazer por lá. O bom e velho dolce far niente fica ainda mais completo quando estamos de frente pro tão falado mar de 7 cores.

  • Johnny Cay

Na ilha de Johnny Cay foi onde encontrei minha cor de mar preferida em San Andres. Um tom de azul inexplicável. Uma transparência fora do normal. Uma vista linda de morrer. Sem dúvidas, um programa que valeu muito a pena. Gostamos tanto que fomos duas vezes para lá.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas johnny cay 5Johnny Cay vista do barco já na hora de ir embora, e tudo sem filtro! #chocante

Johnny Cay fica a pouco mais de 10 minutos (1,5km) de barco do portinho de San Andres. É uma ilha super pequena e totalmente adaptada para o turismo. O passeio até lá varia se você quer com almoço, sem almoço, dia inteiro ou compartilhado com a ida ao Acuário. Nas duas vezes optamos por passar o dia todo por lá e valeu super a pena. Acho que essa é a melhor dica. A primeira vez compramos o passeio com almoço por COP 40 mil e na segunda vez compramos para passar o dia, sem almoço por COP 15 mil.

Os barcos começam a chegar por volta das 9h30 com toneladas de turistas. A parte da manhã (até 12h30) é o melhor horário para curtir a ilha pois ela ainda não está tão cheia. Depois desse horário, vários barcos começam a desembarcar por lá e a ilha lota, o que não significa que fica ruim, apenas que fica muito cheia de gente.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas johnny cay 1 san andres colombia coisas que amamos viagem dicas johnny cay 2Chegando lá você já pode partir para o delicioso “fazer nada” ou pode dar uma voltinha na ilha andando. A vegetação é diferente e o mar muda completamente de um lado para o outro da ilha. Vale a pena fazer a caminhadinha, ela é bem rapidinha e nível de dificuldade zero. Depois aproveite para se esbaldar em uma barraca com espreguiçadeiras (que custam 35 mil pesos colombianos, aproximadamente R$42) de frente para as 7 cores lindas do mar de Johnny Cay.

Vários desses passeios para Johnny Cay incluem almoço pois o retorno para San Andres fica marcado para às 15h. Se o passeio que você escolheu inclui almoço, a dica é: assim que pisar na ilha já procure o local onde você será instruído a almoçar e escolha o horário para comer e o prato que você quer, assim, o processo demora bem menos na hora da refeição e você não corre o risco de não ter mais o prato que você pediu.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas johnny cay 4 san andres colombia coisas que amamos viagem dicas johnny cay 3As barracas são simples, assim como a estrutura da ilha, então não espere nenhum tipo de luxo no almoço. São pratos e talheres de plástico e uma comida típica gostosinha. Nós optamos por filé de robalo com arroz de coco, saladinha e patacón (um bolinho típico de lá, frito, feito de banana verde). Além do filé de robalo, tinha outros 3 tipos de peixe, frango e carne com os mesmos acompanhamentos. As bebidas eram pagas a parte.

A estrutura da ilha é a base de algumas barracas que vendem comidas e bebidas, uma mini lojinha que vende sapatinhos, protetor solar e meia duzia de souvenir, banheiros e duas cadeironas altas para os salva-vidas. Ela tem um pier também, mas é restrito para quem trabalha por lá pois é por onde entram e saem os alimentos e o lixo da ilha. Aliás, para entrar é necessário pagar uma taxa de COP 5 mil por pessoa, que funciona exatamente para isso: pagar os funcionários da ilha, contratar um barco para retirar o lixo e pagar os fiscais.

  • El Acuário e Haynes Cay

Provavelmente o “ponto turístico” mais famoso de San Andres. É a ilha que os turistas ficam doidos para conhecer. A ideia de ir a um aquário natural a céu aberto e dar de cara com diversas espécies marinhas encanta todo mundo mesmo. Pra completar o passeio, você ainda pode visitar a ilha vizinha Haynes Cay, que é linda também mas muuuito menos turística que o banco de areia onde os turistas se aglomeram.

IMG_4729El Acuário fica a aproximadamente 8 minutos de barco do portinho de San Andres (de onde saem a grande maioria dos passeios) o trajeto é lindíssimo e você já começa ver a grande mudança nas cores do mar. Passa por azul marinho, verde água, azul claro, azul tiffany e muitas outras cores lindas.

Quando você chega lá já entende do que se trata: um banco de areia ligado a uma ilha (Haynes Cay) e muito mar. Atrás das barraquinhas que você vai ver é que fica o tão falado aquário. Mas vamos por partes, por que aqui valem várias explicações. Começando pelo locker. Como o passeio é para você fazer snorkel e ficar na água o tempo todo, você vai precisar de um armário para deixar suas coisas, lá você 2 opções, deixar num amarinho caindo aos pedaços com chave ou deixar com uma pessoa que coloca suas coisas dentro de uma sacolona e guarda. Na real, nenhuma das duas opções parece ser muito segura, mas é isso ou você não vai fazer nada além de ficar segurando sua mochila/bolsa. Deixei com uma pessoa que foi indicada pelo meu barqueiro, paguei COP 5 mil (aproximadamente R$6) e voltei e deu tudo certo. Todos os meus pertences estavam lá direitinho. Mas assumo que no início fiquei muuuito com o pé atrás.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas acuario haynes cay 2Haynes Cay vista de El Acuáriosan andres colombia coisas que amamos viagem dicas acuario haynes cay 3

Começamos a explorar fazendo a travessia curtinha até Haynes Cay. Você vai com água na cintura até a ilha vizinha, conhece, faz várias fotos, dá uma voltinha e pronto. Já pode voltar para conhecer o Acuário de verdade. Haynes Cay nada mais é do que uma ilhota não habitada que ainda tem toda aquela beleza natural. Assim como Johnny Cay, só um de seus lados é propício ao mergulho então o passeio é mais para conhecer mesmo e tirar fotos lindas.

Voltando para o aquário, você vai ter uma parte que fica completamente entupida de gente. É tanto turista junto que quase não tem peixe. Você só consegue ver os peixes quando o fotógrafo que quer te fazer comprar uma foto joga uns pães ali… minha dica é: afaste-se um pouco vá para a parte menos cheia, para o cantinho do coral onde não tem ninguém, foi lá que vi os maiores peixes, a estrela do mar e uma arraia nadando livremente. Vai valer a pena.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas acuario haynes cay 5 O aquário natural e seus peixinhos

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas acuario haynes cay 1Um pouco da “estrutura” da ilha e os lockers super simples pra guardar as coisas…

Aliás, para quem não sabe, é no Acuário que acontece o passeio de mergulho com as arraias. Os barcos para esse passeio costumam sair no final do dia e te levam até lá para que você alimente as arraias e passe a mão nelas, pegue no colo… como eu já tinha feito isso em Moorea e nas Ilhas Cayman, não liguei de não fazer aqui.

No Acuário não tem restaurante, nem almoço. Por lá você consegue comprar algumas bebidas e frutas para matar a vontade enquanto seu barco não volta para te pegar. Aliás, fiquem super ligados nisso. No dia que fui meu barqueiro arrumou uma “corrida” melhor, desistiu de voltar (HAHAHAHA) e acabamos voltando de carona em outro barco.

  • Piscinita

Outra atração super procurada em San Andres. A piscinita nada mais é do que uma “piscina funda natural” que fica encostada em umas pedras. O local, que é uma propriedade privada, foi transformado em um ponto turístico e se transformou em uma deliciosa opção para os turistas mergulharem.

Você pode chegar na piscinita com o seu carrinho de golf/mulita alugado, pegando um taxi ou indo de ônibus público. Ela fica do lado oposto do centrinho e para entrar você deve pagar COP 5 mil por pessoa. Esse valor inclui a entrada e algum pão para você dar para os muitos peixes que estarão te esperando para nadar com você.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas piscinita 1 san andres colombia coisas que amamos viagem dicas piscinita 2

  • Westview

Outra parada obrigatória na volta a ilha. Funciona exatamente como a Piscinita, porém, além de ser mais bonito (na minha opinião), tem alguns atrativos extras como um trampolim para cair naquele mar delicioso e um escorrega. Assim como na Piscinita a entrada é paga. São COP 4 mil por pessoa com direito a pãozinho para os peixes também.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas westview 2Assim que eu cheguei corri para dar um mergulho e claro, ir no trampolim. Quando cheguei lá em cima bateu aquele mini-pânico, mas eu fui e adorei. Acabei indo no escorrega também e achei que o trampolim dá muito mais medo. Mas ainda assim vale a experiência de pular dali (ou pelo menos de ir tirar uma foto linda lá de cima). Além desse “entretenimento” que o local oferece, como nesse ponto o mar é bem fundo chegando a 10m de profundidade é possível fazer mergulho de garrafa ou com aquele capacete em que você respira normalmente.

É nesse ponto também que você encontra uma estátua de Triton afundada lá embaixo. Eu estava só com o snorkel e obviamente não consegui nem chegar perto (#semfolego), mas a água é tão clara que mesmo lá de cima era possível identificar o local onde ela estava afundada e a estátua em si.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas westview 1No trampolim preste a pular e a estrutura simples das instalações…

Aqui foi um dos locais onde mais vi peixes. Claro que a quantidade é imensa também porque os turistas ficam jogando pão, mas sem dúvida vale a pena mergulhar e nadar com seu snorkel por aqui.

  • Hoyo Soplador

Outra parada obrigatória para quem dá a volta na ilha. Quando eu li sobre isso assumo que não tive muita vontade de ver não, mas… já que estamos por ali, porque não parar e ver não é mesmo?

Pois bem, parei no Hoyo Soplador e infelizmente ele não estava “soplando” nada. Ele normalmente sopra quando a maré está alta e/ou o mar está mais revoltado. Fui num dia calmo em que a maré estava baixa. Ou seja, não vi o Hoyo Soplador em ação de fato. Mas já vi diversos videos na internet e não fiquei chateada de ter perdido o show.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas hoyo soplador

  • Volta a ilha de Mulita

Outro passeio típico para fazer em San Andres. A ideia aqui é alugar um carrinho de golf ou uma mulita Kawasaki (que nada mais é do que um micro caminhãozinho mais potente que o carrinho de golfe) para passear pela ilha parando em todos os pontos turísticos e várias praias.

O aluguel pode ser feito em vários lugares. Eu aluguei em uma lojinha em frente ao meu hotel mesmo. Paguei COP 130 mil (mais ou menos R$156) incluindo o consumo de gasolina para ficar com a mulita das 8h30 às 18h.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas aluguel de carro mulita1 san andres colombia coisas que amamos viagem dicas aluguel de carro mulita2A maior diferença entre a mulita e o carrinho de golfe é a velocidade, a potência do motor e o preço. O carrinho de golfe você consegue alugar por COP 80 mil + consumo de gasolina, ou até menos, se negociar. Optamos pela mulita porque achamos que seria melhor ir um pouco mais rápido, e achamos excelente. Não iria de carrinho de golfe não, ele não passa de 25km/h, enquanto a mulita chega a 45km/h e é beeem mais potente.

  • Rocky Cay

Uma das praias mais lindas que eu vi por lá. É a tão falada praia do barco naufragado. Explico: bem em frente a praia de Rocky Cay, tem uma micro ilho com o mesmo nome. É possível chegar lá caminhando por aproximadamente 15 minutos dentro da água. Ao lado dessa micro ilha tem um navio naufragado. Pra ser beeem honesta, a ilha em si eu não valorizei tanto, mas a praia eu adorei. Aquele mar verdinho, água quentinha e sem ondas. Paraíso define.

Se você for passar o dia de mulita, pode parar por lá para almoçar ou pode fazer como eu fiz e ir passar um dia inteiro por lá. Valeu super a pena. Ficamos no Aqua Bar e foi ótimo. Lugar perfeito para curtir a praia, descansar, comer bem e curtir verdadeiramente o dolce far niente.san andres colombia coisas que amamos viagem dicas rocky cay 2 san andres colombia coisas que amamos viagem dicas rocky cay 3

  • Praia de San Luis

Outra praia que fica do outro lado da ilha. É uma praia bonita também. Assim como na grande maioria das praias de lá você vai conseguir ver com clareza a variação da cor do mar… aqui vai do azul clarinho para o azul marinho formando uma linha bem próximo ao seu mergulho. Passei algumas horas por lá na minha volta pela ilha, almocei suuuuper bem num restaurante delicia pé na areia e curti a praia por ali. Valeu a pena.

  • Outras atividades

Além desses programas é possível fazer um vôo de parasail, que deve ser incrível. Queria muito ter feito, mas infelizmente, na semana em que eu estive lá o parasail não estava funcionando. O barco parte do portinho e voa pertinho do Acuário, Johnny Cay… lá de cima deve ser ainda mais incrível a visão das 7 cores do mar.

Outro passeio que me recomendaram muito foi o Ecofiwi que é um passeio em caiaque de acrílico (daqueles todo transparente) feito pelos manguezais. O legal é que nenhuma outra embarcação ou pessoal tem acesso a esse local então a vegetação é super preservada. Você vai acompanhado de um guia e ele vai explicando tudo sobre o local que vocês estão passando.

Cayo Bolívar é uma das ilhas que você vai mais vai ouvir falar antes de ir a San Andres. Porém, para a nossa decepção (e para a preservação da ilha) o governo fechou de vez para a visita dos turistas. Agora não é mais permitido fazer passeios até lá, portanto, nem precisa se preocupar com isso.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas rocky cay 1Relaxando na praia de Rocky Cay

Onde comer

Hmmm… hora delicinha desse post. Comer bem em San Andres é fácil. Principalmente se você for um amante de frutos do mar. Isso tem e sobra por lá. Daqueles beeem fresquinhos, sabem!? Mas depois de uma semana na cidade, consegui experimentar um pouco de tudo e vou colocar pra vocês aqui alguns restaurantes que eu visitei, o que achei, os preços aproximados…

  • La Regatta (Av. Newball contiguo al Club Náutico)

É o mais famoso e chiquezinho restaurante da ilha. Ele fica suuuper pertinho do meu hotel e bem colado no portinho da cidade. A ideia é permitir que você coma em um restaurante sob o mar. Bem lindinho.

A comida é deliciosa. Eles são especializados em frutos do mar e é tudo bem saboroso. Comi um arroz de camarão e minha mãe um spaghetti de frutos do mar. Os dois estavam deliciosos. Fomos lá um dia para jantar e no último dia para almoçar e repetimos os pratos. De entrada eles servem a famosa fruta-pão fruta. Achei igual aipim! hahahaha

Por ser o restaurante mais chiquezinho é também um dos mais caros. Mas nada absurdo. O arroz custava COP 38 mil (R$45) e a massa COP 43 mil (R$51). Apesar do preço, acho que é o restaurante mais “tem que ir” da ilha. De dia você vai ver o mar e os barcos entrando e saindo do porto, e a noite, vááários peixinhos que ficam por lá esperando você jogar uma comidinha pra eles.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas la regatta restaurante 1A famosa fruta-pão fritinha. Uma delícia!san andres colombia coisas que amamos viagem dicas la regatta restaurante 3 san andres colombia coisas que amamos viagem dicas la regatta restaurante 2As comidas deliciosas do La Regatta: spaghetti com frutos do mar e arroz de camarões.

  • Mister Panino (Av Colon Edif Bread Fruit L-106 y 107)

Nosso segundo restaurante preferido por lá. É um restaurante italiano que fica mais escondidinho. A comida é deliciosa (e fomos lá duas vezes também! hehehehe). Ele tem carinha de cantina italiana mesmo, sabem? Com mesas de madeira e toalha xadrez vermelha.

A massa varia de preço mas custa algo em torno de COP 25 mil (R$30). O atendimento é excelente e o prata chega bem rapidinho. Fica no centrinho, ao lado de uma loja da Bennetton enorme.

  • Donde Francesca (Praia de San Luis)

Esse foi o restaurante que almoçamos no dia do passeio de mulita. Paramos por lá e ficamos na praia ali mesmo. Eles oferecem um esquema de barraca e cadeiras e já deixam sua mesa do almoço reservada. Chegamos umas 11h30 para curtir a praia e agendamos o almoço para as 13h30. Nesse horário o restaurante já estava lotado e sem nenhuma mesa disponível. Por isso, se quiserem comer por lá recomendo que cheguem mais cedo que isso.

O restaurante tem uma atamosfera bem gostosinha, com mesas na areia mesmo e um clima mais relax. Adoramos. Comemos lula empanada e lagosta e estava divino. A única coisa ruim que achamos foi a demora para o almoço sair. Ficamos mais de uma hora esperando para comer.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas donde francesca

  • Gourmet Shop Assho (Av. Newball quase em frente ao GHL Sunrise)

Outro restaurante muito delicia de San Andres. Fomos lá no dia que chegamos e de cara já gostamos. O ambiente é diferente, a comida é super saborosa, barata e tem muuuita opção, para todo os gostos mesmo.

Comemos um camarãozinho na manteiga de alho com purê de batatas que só de lembrar já fico com água na boca. Sem dúvidas valeu super a pena. Não deixem de ir nesse, seja pra almoço ou para o jantar.

  • Outras opções

Esses foram os restaurantes que se destacaram na nossa opinião, mas comemos no Café Café que fica super bem localizado no bafafá da cidade e tem preço excelente. Evite ir na sexta a noite e no sábado pois ele fica super lotado e a espera para comer (e para sentar) pode ser enorme. Fomos no domingo a noite e foi bem tranquilo. Uma pizza média para duas pessoas custa COP 26 mil (R$30).

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas cafe cafeO Café Café fica bem no agito, na muvuquinha da cidade.

Conhecemos também o Beer Point. Paramos por lá um dia a tarde para tomar um drink e assistir o pôr do sol. Para isso achei maravilhoso. Para comer não recomendo. Pedimos uma lulinha e ela estava meio esturricada.

Não podíamos ir embora de San Andres sem conhecer a famosa lanchonete El Corral (que é uma espécie de Mc Donalds deles). Achamos o hamburguer beeem gostoso, mas caro. Um combo com batata e bebida sai por COP 35 mil (R$42).

Outro lugar que comemos foi no bar do Hotel Casablanca. O restaurante em si é exclusivo para hospedes, mas o bar é na beira do calçadão da Peatonal em um ambiente bem agradável e comidinha gostosa.

Compras

Separe seus dólares, reais e pesos colombianos, abra um espaço na mala e prepare-se para enlouquecer em San Andres quando pensar nas compras. Achei tudo realmente bem barato por lá.

Fachada da maior La Riviera que eu vi por lá. Fica na beira da praia. | Foto: Viagem e Turismo

O local é lotado de lojinhas no estilo duty free. A La Riviera é a maior de todas e por lá você vai encontrar encontrar bebidas, algumas lojinhas de marcas como Burberry, Ferragamo e Bulgari, uma mini loja da MAC e muito mais. Tem uma em cada esquina de San Andres, mas a maior de todas (e a melhor para compras) é a que fica na Av. Providencia, esquina com a rua da praia (Calle 1). Aqui é o melhor lugar para comprar eletrônicos com segurança de que está comprando produtos originais.

A grande dica é procurar o Outlet da La Riviera. Por lá comprei várias maquiagens boas a preço de banana. Ele fica na Av. Providencia, quase do lado de uma loja enooorme da Columbia.

Outra loja que merece destaque em San Andres é a Bakarah by Casa Hendaus, que fica na Av. Providencia. Quem gosta de coisas de casa vai enlouquecer aqui. Fiquei horas lá dentro e comprei bastante coisa. Tudo suuuper baratinho.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas av providenciaAlém dessas, você pode olhar as lojas como a President que vendem Polo Ralph Lauren e Tommy Hilfiger (que na verdade não achei que valia a pena), Madeira (farmácia mara!!!), JR, La Perfumerie… Essas são lojas de confiança e que vendem produtos originais. Fora dessas, fique atento para não ser enganado e comprar gato achando que é lebre, ok? Atenção redobrada se for comprar Victoria Secrets, pois há muuuita falsificação dos produtos.

Se você curte uma feirinha de artesanatos, em frente ao restaurante La Regatta tem uma que vende muita coisa local com preços super acessíveis. É um bom lugar para comprar lembrancinhas e souvenirs.

Vale lembrar que o horário de funcionamento das lojas é diferenciado. A grande maioria abre em torno das 9h, fecham às 12h30 para almoço/ciesta e reabrem às 15h, funcionando até às 20h.

Quer ver as minhas compras por lá? Clica aqui.

fique ligado

  • Pegamos táxi no aeroporto de San Andres com facilidade. Antes de sair, pergunte para alguém do lado de dentro quanto custa uma corrida de lá até o seu hotel e não esqueça de perguntar o preço para o motorista antes de entrar no carro.
  • Li em vários lugares que a melhor coisa era já chegar e marcar todos os passeios de uma única vez. Não fiz isso e acho que foi o melhor pra mim. Acordava, via o tempo e então resolvi o que ia fazer. Não queria para para as praias/ilhas/cayos com o dia nublado. Por isso, escolhi fazer a mulita no único dia que nublou. Na minha opinião foi melhor assim.

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas johnny cay do altoA ilha vista da janela do avião ? É ou não é para morrer de amores?!

  • Dizem que os passeios podem ser cancelados por conta da previsão do tempo, mais um motivo para comprar de manhã antes de ir.
  • Pesquisei os passeios no hotel e no balcãozinho de turismo/venda de passeios que fica na Praia de Spratt Bright. Em alguns casos não tinha diferença nenhuma de preço, por isso, acabei comprando todos no hotel mesmo.
  • O sapatinho para entrar na água vende em cada esquina de San Andres, eles custam aproximadamente COP 12 mil (R$15). Mas é fundamental tê-los em todos os passeios.
  • Se você tem snorkel pode levar, você vai usar muito. Do contrário vai ter que pagar para alugar por lá e o preço não é dos mais amigáveis. Fica em torno de COP 10 mil (R$12).

san andres colombia coisas que amamos viagem dicas sapatinho para águaO sapatinho indispensável para andar por lá. Vende em todas as esquinas por R$15.

  • Quer uma foto linda? Entre no Hotel Lord Pierre e vá até o bar. Peça para alguém tirar a foto de longe (como essa abaixo) e tcharan! Uma foto incrível com Johnny Cay ao fundo.
  • Não acho que San Andres seja um lugar kids friendly. Lembrando, não tenho filhos, mas achei a estrutura da ilha bem simples e até precária em alguns pontos o que dificultaria bastante a viagem com uma criança.

Se você leu até aqui é porque realmente quer conhecer San Andres ou saber mais sobre essa ilha paradisíaca. Então, recomendo que você dê uma olhadinha nesse video que eu fiz dessa viagem. Ele ilustra tudo isso que falei acima e mais um pouco. Prepare-se para ficar com água na boca!

Ufa! Acho que esse foi o maior post de viagem que eu já fiz, mas com certeza consegui explicar tudinho que eu vi e vivi por lá para vocês. Espero que vocês tenham gostado e se quiserem tirar alguma dúvida, podem deixar aqui nos comentários que eu respondo rapidinho. Boa viagem!

comissão booking hotel minicomissão real seguro minicomissão rentcars carro mini