Variados

Como tirar sua Permissão Internacional para Mergulho

05 ago 2019

Eu nunca fui uma pessoa muito do mar aberto. Fico enjoada em barco, tenho “medo” de peixe, pânico de tubarão (apesar de ter nadado muito com eles em Bora Bora) e por isso nunca tive muito interesse em mergulhar de cilindro e/ou fazer meu batismo ou o curso para iniciantes. Mas quando fechamos a viagem para as Maldivas, o Alexandre ficou enlouquecido com a ideia de mergulhar por lá e começou a resolver todos os trâmites para fazer o curso de mergulho antes da gente embarcar.

O primeiro passo foi achar uma empresa de confiança aqui no Rio. Pesquisamos, falamos com alguns amigos que já tinham feito o curso e ele acabou optando pela Mar do Rio, que fica na Marina da Glória. O passo seguinte é bem fácil, fazer a aula teórica para então seguir para os mergulhos em piscina.

O kit completinho que você recebe quando faz o curso.

Ele fez tudo lá na sede da empresa mesmo, na Marina da Glória, durante uma semana a noite. Depois, o pessoal da Mar do Rio marcou os mergulhos de treinamento, aonde os alunos vão pro mar colocar em prática aquilo que aprenderam. O Alexandre fez duas saídas, em finais de semana diferentes e vários mergulhos em cada uma delas.

Nesses mergulhos o instrutor vê sua capacidade de agir em caso de emergência, avalia sua calma em “situações de risco”, explica o que fazer caso sua dupla ou você precise de ajuda e etc. É uma simulação de tudo que pode acontecer no mar, em um mergulho “de verdade”.

A carteirinha internacional. É aquela douradinha que aparece no kit.

Por último você precisa fazer a prova escrita. Nela eles avaliam se você aprendeu tudo que é necessário para fazer um mergulho e obter sua carteira de mergulhador.

Depois de aprovado, você só precisa aguardar. A carteira PADI (Professional Association of Diving Instructors) é enviada para a sua casa junto com seu “Dive Log Book”, um caderninho onde você vai anotar todos os detalhes sobre o seu mergulho como profundidade, tempo de mergulho, intervalo de superfície, espécies vistas e alguns detalhes mais técnicos como peso, temperatura da água…

Alexandre fazendo seu mergulho nas Maldivas

O Alexandre fez o curso de Open Water, que é o mais básico e achou suficiente para quem é apenas um entusiasta do esporte. Mas se você gosta e quer se aprofundar nesse universo, o que não faltam são opções de cursos pra você mergulhar mais fundo nesse universo.

Talvez você deva estar se perguntando, porque fazer o curso e não apenas o batismo. Na minha opinião, se você gosta e quer mergulhar mais do que apenas uma única vez na vida, o curso já compensa. Sem falar que depois de fazer o curso você pode fazer uns mergulhos mais bacanas, em águas mais profundas, tem a oportunidade de ver mais coisa, sem falar que certamente você vai ficar mais seguro durante o mergulho.

Deixe seu Comentário
Voltar para a Home